sexta-feira, 27, maio, 2022

Por que escrever? | Companhia das Letras lança livro com ensaios, entrevistas e discursos de Philip Roth

Philip Roth foi um dos mais notáveis escritores de língua inglesa do século XX. Dono de uma carreira literária incomparável, dedicada sobretudo à ficção, ele ainda nos legou uma extraordinária coleção de textos não ficcionais — muitos deles para responder a provocações de diferentes naturezas, agradecer o recebimento de algum prêmio ou chorar a morte de um amigo. O resultado dessa produção é uma série de declarações e comentários sobre seu trabalho e o dos escritores que admirava, seu processo criativo e a cultura americana.

Último volume da obra completa do autor publicado pela Library of America antes de sua morte em 2018, Por que escrever? traz o indispensável de sua não ficção, reunida pela primeira vez em livro: estudos sobre a obra de Kafka e os judeus na literatura, palestras sobre os seus romances mais polêmicos e balanços de uma vida dedicada à escrita. O Livro será lançado no Brasil dia 4 de março, pela Companhia das Letras.

Philip Roth nasceu em Newark, Nova Jersey, em 19 de março de 1933. Segundo filho de Bess e Herman Roth, americanos de segunda geração, o autor cresceu em Weequahic, um bairro majoritariamente judaico, o qual ele revisitaria diversas vezes em sua escrita. Depois de se formar na Weequahic High School em 1950, estudou na Universidade Bucknell, Pensilvânia, e na Universidade de Chicago, onde recebeu uma bolsa de estudos para concluir seu mestrado em literatura inglesa. Em 1959, Roth publicou Adeus, Columbus, uma antologia de contos e uma novela, pela qual recebeu o National Book Award. Dez anos depois, o lançamento de O complexo de Portnoy, seu quarto romance, trouxe a Roth sucesso tanto de crítica quanto de vendas, consolidando seu nome entre os melhores jovens escritores dos Estados Unidos. O romancista publicou 31 livros, incluindo os que acompanham o destino de Nathan Zuckerman e do narrador fictício Philip Roth, por meio dos quais ele explorou e deu voz às complexidades da experiência norte-americana nos séculos XX e XXI. A contribuição de Roth para a literatura foi amplamente reconhecida ao longo de sua vida, tanto nos Estados Unidos quanto no exterior. Entre outras homenagens, o autor recebeu os prêmios Pulitzer e Man Booker International, foi duas vezes vencedor do National Book Critics Circle Award e do National Book Award, e foi presenteado com a National Medal of Arts e a National Humanities Medal pelos presidentes Clinton e Obama, respectivamente.

Philip Roth morreu em 22 de maio de 2018, aos 85 anos, tendo se aposentado da escrita seis anos antes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave