sábado, 10, abril, 2021
InícioArtigosPorque escolhi não ser uma “profissão”

Porque escolhi não ser uma “profissão”

Acredito em ter uma atitude positiva diante do mundo. Minha esperança ainda é deixar o mundo ainda um pouquinho melhor do que quando cheguei aqui.
Jim Henson
O que mais escutamos entre as pessoas que estão no mercado de trabalho é: Sou um Profissional. E das pessoas que vão escolher uma profissão é: Um dias serei um grande e respeitado profissional.
Bom, muito bom isso.
Só que o mundo já está cheio de profissionais. Todos, daquele que ganha pouco ao que ganha o que “merece”, se dizem, parafraseando Wolverine, O Melhor no que Fazem.
E tenho pavor disto.
As pessoas deixaram de lado a escolha de algo do que gostam pelo ótimo salário. Nada contra ganhar dinheiro, longe disso!
Mas, será que não criamos dentro de nós pessoas frias, que pensam apenas no profissional e no que irão pensar de mim, em vez do que faço “isso” por que gosto?
Vou me usar de exemplo.
Na minha infância sempre gostei de História, Fotografia, Ensinar, Jornalismo e muito da aviação!
Quando cresci, fiz a faculdade de História (não pude pegar o diploma por diversos motivos), entrei no mercado de trabalho na área de Diagramador (Design Gráfico hoje), escrevi matérias (Jornalismo), fiz um curso de fotografia, resolvi sair da área e fui fazer um curso de Comissário de Bordo (não entrei na área devido a um coágulo que descobri que quase me matou este ano), e hoje leciono.
É interessante que para muitas pessoas eu pareço um péssimo profissional. Só que não olham a minha história.
Pegam apenas a capa e a sinopse e a julgam. Não escolhi estas áreas porque quando era pequeno sonhei em ser tudo isso.
Simplesmente tudo aconteceu como tinha que acontecer. Destino? Não creio.
Apenas que realizei algo que está e não estava dentro de mim.
Fiz fotografia não para aperfeiçar o meu currículo. Fiz porque gosto. Fiz o curso de Comissário não para melhorar o meu currículo e sim porque gosto.
Os profissionais de hoje tem apenas um currículo e um diploma para mostrar quem são.
E isto é errado. As pessoas deixaram de fazer um curso porque gostam, porque amam o que fazem, para simplesmente melhorarem seus currículos.
Não importa a área em que você trabalhe. Pode ser de humanas, exatas, biológicas, seja o que for, você ainda trabalha em humanas. Porque ao seu lado estão pessoas, seres de carne e osso que merecem sua atenção.
Dia após dia modificamos a vida de alguém. Somos responsáveis em cativar a cada um.
Sim, somos! Não pense o contrário. A minha alegria no meu trabalho irá gerar frutos e respeito pela minha profissão.
Não escuto de um aluno me dizendo que não quer aprender para: “Acha que vou virar professor e ganhar essa merreca?”. E daí o professor se cala e fica quieto em seu canto.
Pelo contrário! Os alunos e as pessoas ao meu redor percebem o quanto eu amo lecionar! Lógico que tenho meus dias.
Nem todos são gloriosos. Mesmo assim, respiro e tento fazer o que posso porque amo o que faço.
Ainda tenho um sonho que é de ver empresas que não pedem currículo e diploma. Que simplesmente tenha uma PESSOA de RH que sorria e te olhe nos olhos. Porque ele gosta do que faz e sabe que está ali como Recursos HUMANOS.
E te pergunte sobre quem você é e não o que fez de faculdade ou qual escola estudou ou quais idiomas fala porque é um “diferencial”.
Diferencial é deveria ser eu ter escolhido esta empresa dentro de muitas. Porque diferencial não é a profissão que escolhi ou falar um ou três idiomas.
Falar idiomas, deve ser algo que gosto. Não para saber a língua, mas a cultura de um povo.
Lembre-se de que na hora de escolher uma profissão, uma empresa onde trabalhar, seja o que tenha que fazer, o importante é você se sentir bem.
Somos responsáveis, repito, por cada gesto que fazemos. É um ciclo de responsabilidades.
Uma palavra pode transformar uma pessoa em um grande artista, um grande médico, e também em um genocída.
Não apenas pense no que quer. Sinta o que quer.
E como diz o mestre Yoda: Que a Força Esteja com Você. Vida Longa e Próspera, já dizia Spock. E realmente, a Verdade está lá fora, esperando por todos nós!
Que abram-se a cortinas! Até a próxima.
Minha esperança ainda é deixar o mundo um pouco melhor por ter estado aqui!
Jim Henson

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=tgbNymZ7vqY?version=3&rel=1&fs=1&autohide=2&showsearch=0&showinfo=1&iv_load_policy=1&wmode=transparent]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,918FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,324SeguidoresSeguir

Entrevista | Você sabe o que é um roteirista?

0
Em entrevista com o roteirista Marcos Takeda (Unidade Básica), ele explica mais a respeito da profissão, mercado de trabalho e outros assuntos destes fabulosos contadores de histórias!

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Porque escolhi não ser uma “profissão” 4

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave