sexta-feira, 4, dezembro, 2020
Início Críticas Primeiras Impressões Primeiras Impressões: Reing

Primeiras Impressões: Reing

Reign "Pilot

 Reign narra o crescente poder da rainha da Escócia Mary Stuart, sua  ascensão e queda.

A série começa com Mary Stuart (Adelaide Kane) aos 15 anos, herdeira do trono da Escócia, deixando o convento onde ela está hospedada desde criança, para sua segurança, dirigindo-se ao castelo na corte francesa, onde encontra suas quatro amigas fiéis e futuras damas da corte, Greer (Celina Sinden), Lola (Anna Popplewell), Aylee ( Jenessa Grant) e Kenna (Caitlin Stasey). Alta e dona de muita beleza, Mary foi enviada para garantir aliança estratégica da Escócia com a França, com seu noivado arranjado com o filho do rei francês Henrique II (Alan Van Sprang), o príncipe Francis (Toby Regbo), um mulherengo, amigo de infância de Mary que, com complexo dela ser mais alta que ele, se encanta com ela. Mesmo noivo de Mary, mantém um relacionamento com uma das damas da corte do castelo.

Para complicar ainda mais a situação de Mary, surge o irmão bastardo de Francis, o galante Sebastian (Torrance Coombs e nasce uma atração entre eles.

Apesar da política, da religião, e outros assuntos secretos, existe uma força maior que não quer essa união, a mãe de Francis, a rainha Catherine de Medici (Megan Follows), pois seu conselheiro de confiança, o vidente Nostradamus (Rossif Sutherland), (sim, é o mesmo Nostradamus das profecias) aterroriza a Rainha com a sua profecia de que o casamento deles custará a vida de Francis. Catherine está determinada a salvar o seu filho, não importa quantos outros tenham que pagar com suas vidas. Mary começa a perceber que inimigos “invisíveis” dentro do castelo estão conspirando para sabotar seu casamento com Francis e até mesmo ameaçar sua vida.

THE CW UPFRONTS 2013

Reing é épica, histórica e relata em miúdos os fatos ocorridos na época, com um leve toque sobrenatural, tem um cenário maravilhoso, e as roupas retratam muito bem a época da França e Escócia de 1.557. Peca apenas no exagero do comportamento “alegre” de suas quatro amigas, que na época eram realmente danadinhas, porém não erra no triângulo amoroso que confere na trama, pois na época não havia esse “amorzinho” todo entre eles, as uniões eram feitas apenas visando o poder, com exceção de Elizabeth I, que nunca se casou, deixando o trono para o filho de Maria, James.

Relata também a guerra entre as religiões católica e protestante, a imensidade de amantes, a luta pelo poder, com inúmeras traições, entre parentes, amigos e afins, tudo em prol de aliança entre as nações, visando o trono da França, Inglaterra e Espanha e também a própria Escócia. Não podemos deixar de comentar que a obra é recheada com pessoas bonitas.

A série foi criada por Stephanie SenGupta, e Laurie McCarthy. Por sinal Stephanie SenGupta abandonou a série antes de sua estreia, alegando estar trabalhando em outro projeto.

Os papéis principais são interpretados por atores australianos, canadenses e Inglês. Uma grande parte das filmagens para a primeira temporada tem lugar no Canadá e Irlanda.

  • Veja mais sobre séries clicando aqui.

 

Se  quiser saber um pouco da história real, leia abaixo.

História Real: Mary Stuart sucedeu o pai, rei James V, aos seis dias de idade, foi criada pela mãe e passou a sua infância e adolescencia na na corte francesa de Henrique II e Catarina de Medici, enquanto a Escócia erea comandada por regentes. Aos desesseis anos se casou com Francis, herdeiro do trono da França, morto logo depois. Aos dezoito anos ,viúva, e como lhe consedem apenas o cargo de rainha consorte no trono da França , retorna para a Escócia para assumir seu trono como rainha. Na Escócia casou-se com seu primo, que mais tarde é morto também.

As suspeitas recaem sobre o conde de Bothwell, que se casa com Mary, recaindo as suspeitas sobre lea também. Forçada a abdicar do trono em favor de seu filho Jaime, de um ano de idade, Mary pede refúgio a sua prima, rainha Elizabeth I, da Inglaterra, que considerando-a uma ameaça ao seu trono, ordena a sua reclusão. Cerca de dezoito anos depois, Mary é condenada e executada por tramar contra Elizabeth.

Segundo os historiadores as acusações constituem provas de duplo sentido, alguns alegam que eram verdadeiros, por isso foram queimadas, e outros que eram falsas e por isso foram queimadas. Mas o que interessa é que é uma luta de poder entre as duas maiores e mais corajosas rainhas da antiga Europa.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,970FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,355SeguidoresSeguir

Crítica | Dash&Lily

0
Dash & Lily é uma série encantadora e que através dos desafios feitos pelo caderno nos traz uma reflexão sobre enfrentar os nossos próprios medos e a sair da nossa bolha. O mundo pode ser um lugar incrível quando nos abrimos pra ele.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave