domingo, 24, outubro, 2021

Primeiras Impressões: Young Sheldon

Sheldon Cooper é um dos personagens mais marcantes de The Big Bang Theory. Por ter Síndrome de Asperger, seu jeito diferente – que incluem sua incapacidade de entender sarcasmo e dificuldade de interação social-, e sua imensa inteligência, Sheldon rapidamente conquistou o público.

Por isso, não foi uma grande surpresa quando Young Sheldon foi anunciada, com a proposta de mostrar a, provavelmente complicada, infância do personagem. Para representá-lo foi escolhido o ator mirim Iain Armitage, que desde as primeiras divulgações mostrava um talento enorme para representar os famosos trejeitos característicos de Jim Parsons. De fato, o ator não deixa nada a desejar em sua atuação.

Em seu episódio de estreia, Young Sheldon mostra exatamente o que foi colocado no trailer. Narrado do Jim Parsons, como Sheldon adulto, esse piloto apresenta o personagem com 9 anos, quando, por ser tão inteligente, já está começando a cursar o ensino médio. A trama foca nos problemas sociais- dentro e fora de casa- que Sheldon sofre.

Primeiras Impressões: Young Sheldon 1
Familia de Sheldon em Young Sheldon | Imagem: CBS

The Big Bang Theory explora abertamente as características de Sheldon, mas raramente fala sobre isso com seriedade. Ao que tudo indica, Young Sheldon pretende abordar também o lado sério, entre momentos cômicos, a trama apresenta problemas típicos da criação de uma criança com comportamento diferente. Essa abordagem fica ainda mais evidente com o contraste do comportamento da mãe de Sheldon (Zoe Perry) em comparação com o restante da família, ela parece ser a única a entender as necessidades do filho.

Por outro lado, a intimidade do protagonista também é explorada. Já é de conhecimento do público que Sheldon não é muito afetuoso, sem ser fã de abraços ou qualquer contato íntimo em geral. O roteiro de Chuck Lorre aproveita para intensificar a importância desses raros momentos de carinho em cenas bem colocadas. A presença de dois irmãos na casa, inclusive uma gêmea muito bem representada pela pequena Raegan Revord, ajuda a deixar ainda mais gritantes as diferenças no comportamento de Sheldon.

Diferente de The Big Bang Theory, o spin-off não é gravado em frente a uma platéia, o que ajuda a dar um ar mais sério à produção. Essa mudança de tom e a narrativa do Sheldon adulto foram boas escolhas e funcionam muito bem nesse episódio. Entretanto, não há como saber se esses elementos irão continuar. Se o roteiro realmente resolver explorar a fundo a síndrome do personagem, Young Sheldon será uma ótima série.

Nota do Thunder Wave
Explorando um pouco mais os problemas sociais do personagem, Young Sheldon possui um tom mais sério e promete agradar.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,959SeguidoresSeguir
4,238SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave