segunda-feira, 3, agosto, 2020

Resumo

Último volume da saga apresenta um desfecho emocionante.

Resenha | A Escolha – Kiera Cass

A Escolha é o terceiro livro da trilogia A Seleção, volume que finaliza a trama. Neste desfecho, três garotas permanecem na disputa pelo príncipe Maxon em meio a ataques rebeldes.

Até aqui, a seleção vem sendo um processo político-midiático muito bem organizado pelo rei. Porém, America com sua personalidade forte, um tanto rebelde e devido ao seu temperamento, é vista pelo rei como um símbolo de desordem e ameaça e a todo momento ele tenta confrontá-la e colocá-la em situações desagradáveis e tensas.

America está cada vez mais perto da escolha, embora não tenha certeza se será escolhida. E as outras concorrentes estão ficando mais próximas de Maxon, em especial Kriss, que gosta profundamente do príncipe. Apesar de não gostar de Kriss de forma recíproca, eles estão juntos com frequência e troca olhares quando estão no mesmo lugar.

Veja também: Resenha | A Seleção- Kiera Cass

As outras garotas continuam brigando pela coroa ou pelo poder, mas nenhuma pelo coração de Maxon. America e Kriss sabem que são as favoritas e mesmo sabendo que são concorrentes, ambas são amigas e se ajudam quando precisam porque sabem que no final apenas uma será princesa e não há motivos para ter raiva uma da outra.

Embora a decisão seja de Maxon, o livro já inicia-se com uma situação que mostra o desespero de America. Ela, num ato de insegurança e ansiedade, pede um vestido para suas criadas. Quando ela chega para jantar, ela tem todos os olhares voltado para ela, devido ao look sensual que ela escolheu. Kriss chegou a dizer que ela estava vulgar. Maxon, mais tarde foi ao quarto de America e percebe que ela queria algo a mais, mas ele entende que isso é desespero e vai embora.

“A possibilidade de tamanho amor me deixava assustada e empolgada.” -America Singer

Mesmo morrendo de vergonha, America e o príncipe conversam sobre como a situação dela poderia melhorar. As pesquisas mostram que ela é a menos favorita do povo, e como todas as outras têm motivos políticos para estar ali, o mais natural seria que ela. Mas Maxon não quer que ela saia e eles começam a planejar uma maneira do público gostar mais dela.

Quando America está focada demais em uma coisa, ela acaba se desligando de todo o resto, e fazendo coisas erradas. Numa tarde junto com as outras meninas, elas ficam observando o treinamento dos soldados e eles estão sem camisa e elas começam a conversar sobre os corpos esculturais dos soldados e America deixa escapar que Maxon não perde para nenhum deles. Mas… como America poderia saber daquilo? Nenhuma das meninas chegou perto de ver Maxon sem camisa, e há uma que nem sequer foi beijada, como America poderia ter visto o príncipe sem roupa? E aí se inicia uma discussão, mas que serviu para que todas elas soubessem a posição em que estão.

É um momento complicador, pois além de procurar um jeito de ser mais querida pelo público, saber em que posição está em relação as outras, America tem que se esforçar mais ainda nas questões políticas e aprender a lidar com o rei, que cada vez mais está ansioso para mandá-la de volta para casa. Porém, o rei está fora e é a oportunidade que Maxon e America tem de fazerem uma reunião urgente com os rebeldes que explicam a posição deles, o que os rebeldes nortistas querem e o que os rebeldes sulistas querem, e principalmente, dizem que eles são contra o reinado atual, mas que enxergam esperança no reinado de Maxon, e oferecem ajuda.

Veja também: Resenha | A Elite- Kiera Cass

Aspen e America ainda tem um sentimento, um pelo outro e isso acaba fazendo com que eles se questionem a todo momento e isso faz com que seja uma situação desgostosa para ambos que se perdoam, mas discutem sempre que podem. Aspen e sua pressão constante para que ela faça alguma escolha, que no fundo ela já sabe qual será.

Esse livro começa de uma forma muito tranquila, engraçada e já com o episódio de America tentando seduzir Maxon, mas fica tenso com os ataques e a convivência com o rei. Ela fica surpresa devido aos rebeldes simpatizarem com ela e que nem todos são violentos. No decorrer d trama, America vai amadurecendo e entende que as coisas nem sempre são como nós esperamos. Ela ganha coisas boas, mas perde outras que são importantes para ela. Nessa reta final, é mais complicado, todos os personagens tem momentos difíceis e é um livro que traz o desfecho de cada um..

America passa por muitas coisas nesse livro, e devido a esses momentos podemos ver o quanto ela amadureceu e cresceu. Celeste e Kriss também são destaques de amadurecimento ao longo da trilogia, assim como Aspen e Maxon também amadureceram bastante, principalmente em questões amorosas, apesar de os dois ainda escorregarem às vezes e acabarem fazendo coisas estúpidas. Até mesmo as criadas da America amadurecem muito e nesse livro fica claro.

A questão política foi mais desenvolvida nesse livro e está longe de ser um romance apenas. Os ataques tiveram momentos de tremendo terror e toda a pressão que permeia entre as meninas da Seleção, entre Maxon e America, um caos em Illéa…. Apesar da aliança fechada entre Maxon e os rebeldes, o rei se souber ou se for de conhecimento público, Maxon pode ser condenado a morte e por tudo isso, é o livro mais tenso da trilogia. Embora, tenha momentos fofos e alegres, principalmente os que acontecem no Salão das Mulheres, pois depois de elas saberem quais eram suas posições, elas perceberam que ganhar a amizade umas das outras seria melhor do que apenas competir, e passam a se tratarem melhor, de forma carinhosa, e esses momentos sempre eram repletos de felicidade.

Escrito por Kiera Cass (escritora infanto-juvenil), A Escolha é o terceiro livro publicado em 2014 no Brasil e nos Estados Unidos. Aqui pela editora Seguinte e lá pela HarperTeen. Inclusive, depois do fim da trilogia a autora lançou A Herdeira, que conta a história da filha da personagem principal em 2 livros. 

A Escolha é um livro cheio de tensão, mas que mostra a importância do autoconhecimento e de fazer escolhas não apenas baseada na razão, mas também pelo coração. É descobrir que tem coragem nas dificuldades, é sobre se arriscar e não se rotular pelo o que as pessoas acreditam que você seja e sim acreditar mais em si mesma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave