Resenha: A Pérola Que Rompeu a Concha- Nadia Hashimi

0
3533

 

Tramas culturais sempre agregam um conhecimento interessante ao leitor. Quando são apresentadas em meio a histórias de vida complicadas, conseguem prender totalmente a atenção, e muitas vezes cortar o coração do leitor.

Em A Pérola Que Rompeu a Concha, Nadia Hashimi apresenta duas pesadas histórias sobre mulheres fortes que lutam da maneira que conseguem contra a repreensão ao seu sexo. Situada no Afeganistão, a obra mescla as tramas, passadas em épocas diferentes, enquanto conta os acontecimentos históricos dessas épocas.

Primeiro, conhecemos Rahima. Filha de um viciado em Ópio e irmão de 4 mulheres, sua família sofre por não ter um filho homem. Sem uma ajuda masculina em casa, já que o marido traumatizado pela guerra atualmente vive drogado, sua mãe é forçada a recorrer ao costume afegão do bacha posh, fazendo Rahima se comportar como menino até alcançar a puberdade e então começar a pensar em casamento. Assim, ela poderá frequentar a escola, ajudar nas compras, trabalhar por meio período e tudo mais que apenas pessoas do sexo masculino são capazes de realizar no país.

Paralelamente, vemos a vida de Shekiba, tataravó de Rahima que inicialmente deu a ideia do Bacha Posh. Quando criança ela sofreu um acidente com óleo quente e ficou com metade do rosto desfigurado. Como se não bastasse o preconceito que sofria por causa de sua aparência, ela perdeu toda sua família para um surto de cólera e teve que cuidar da casa sozinha até ser encontrada por parentes e começar a ser mandada de casa em casa como criada.

Entrelaçando essas duas histórias, o livro mostra a dificuldade dessa cultura, que rebaixa completamente a mulher. Com vários detalhes cotidianos, a autora apresenta como as pessoas se comportam diante as diferenças das pessoas, como os defeitos físicos, e algumas curiosidades internas sobre o país.

Nashimi não nasceu no Afeganistão, mas é descendente e sua família manteve vários dos costumes afegãos. Ela realizou várias pesquisas, conversou com mulheres do país e, juntamente com o conhecimento adquirido através de seus parentes, criou essa obra que acaba narrando, através de personagens fictícios, a realidade de muitas mulheres.

Com histórias de apertar o coração e mostrando fatos interessantes sobre a cultura do país, A Pérola Que Rompeu a Concha é uma obra interessante de prender a atenção do inicio ao fim.

Resumo
Nota do Thunder Wave

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui