Resenha: Antes Que Eu Vá – Lauren Oliver

0
4551
Antes que eu vá Book Cover Antes que eu vá
Lauren Oliver
368
Ficção
Intrìnseca
21/03/2012

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta - desde a melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete "segundas chances", na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, ela desvenda o mistério que envolve sua morte - e, finalmente, descobre o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. Em Antes que eu vá, Lauren Oliver expõe as complexas relações que se formam dentro de uma escola, fugindo dos estereótipos habituais. Suas personagens, que inicialmente transparecem simplesmente egoísmo e superficialidade, são densas, guardam segredos e mágoas. Ao tentar mudar os acontecimentos do dia ao qual está presa, sua heroína se humaniza e, pela primeira vez, reflete sobre sua relação com as amigas, com a família, e sobre como seria o "último dia" que gostaria de viver.

Site oficial Encontre Compre

 

O mundo do entretenimento começou uma onda de produções que falam sobre suicídios, bullying e depressão. É maravilhoso ver que a mídia está abraçando essa causa e tratando de assuntos importantes, principalmente para o público adolescente. O problema é que, como todo modismo, algumas dessas obras se destaca e outras, muitas vezes até melhores que essa em destaque, ficam para segundo plano.

Esse é o caso de Antes Que Eu Vá, um ótimo romance de Lauren Oliver, publicado originalmente em 2012 que teve o azar de ter novamente seu estouro, por conta da estreia do filme, logo após o hype da série 13 Reasons Why. Os dois livros não chegam a ser parecidos, enquanto um narra os motivos de uma adolescente ter se suicidado, o outro mostra um acidente e uma nova chance. Porém, pelo trailer do longa, as pessoas andam comparando essas duas obras, sem saber que na realidade são completamente distintas.

Antes Que Eu Vá apresenta Samantha Kingston, uma adolescente popular que tem tudo- amigas populares, fama no colégio, namorado lindo e todas as coisas fúteis que importam nessa época da vida. Mas nessa sexta-feira as coisas vão mudar, após um dia normal e uma festa rotineira, ela sofre um acidente com suas amigas e, aparentemente, morre. Por motivos que ela vai entender posteriormente, ganha algumas chances de reviver aquele dia e arrumar tudo que precisa.

“Estou a ponto de ir na direção de Emma Howser- ela é superbrega, e, normalmente, nem morta eu lhe dirigiria a palavra, mas estou quase desesperada.”

A premissa não é exatamente chamativa, e de inicio realmente não é. Narrado um dia na vida de uma adolescente que só se importa com seu status, a obra parece uma história juvenil. Mas aos poucos o livro vai te conquistando e na segunda vez que Sam volta ao dia de seu acidente, já consegue prender o leitor e envolvê-lo no suspense que ronda esse dia.

A questão é que não se sabe exatamente quem morreu, no carro estavam as 4 meninas do grupo, e, enquanto vai caminhando para essa revelação, o enredo mostra pequenos detalhes e como as atitudes das meninas afetam a vida de outras pessoas, trabalhando em uma teoria do caos. E de fato, cada vez que Sam reinicia o dia, ela muda algo e tudo termina de uma maneira completamente diferente, até que descobre o motivo de estar presa nesse looping e entrega um lindo desfecho.

Lauren Oliver acerta ao escrever do ponto de vista de uma garota popular, Sam e suas amigas fogem completamente do estereótipo das protagonistas sofredoras bullying, e isso é extremamente importante para passar a mensagem desejada. A autora analisa todos os personagens intimamente, mostrando como cada uma reage de uma maneira a tudo que sofre e explorando os motivos que levam uma pessoa atacar as outras.

“Outra coisa a se lembrar: a esperança o mantém, vivo. Mesmo quando você está morto, é  única coisa que o mantém vivo.”

Antes Que Eu Vá é uma linda obra sobre aprendizado. Mostrando vários problemas pessoais, a história deixa um emocionante ensinamento de empatia, sempre se preocupando em justificar tudo que é exposto e entregando um desfecho mais do que satisfatório, sem deixar nenhuma ponta solta. Uma verdadeira lição de vida.

Veredito
Nota do Thunder Wave
Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here