sábado, 19, setembro, 2020

Resumo

O enredo é bom, cumpre bem o prometido, mas poderia ser um pouco mais obscuro.

Resenha | Batman – Cavaleiro das Trevas: A Última Cruzada

 

Baseado em O Cavaleiro das Trevas Retorna, do Frank MillerBatman – Cavaleiro das Trevas: A Última Cruzada, é uma história fechada de como o Robin, Jason Todd, foi parar na mãos do Coringa. Além de Todd, a HQ também conta com a participação da Mulher-Gato (Selina Kyle), da Hera Venenosa e do Crocodilo.

Entre os acontecimentos da história estão: a volta do Coringa para o Asilo Arkham (sim, pela enésima vez), após ser capturado pelo Batman e pelo Robin; vários ricaços de Gotham City sendo atraídos pela Hera Venenosa; o Coringa fugindo, mais uma vez, do Asilo Arkham, daquele jeito que só nós conhecemos; a porrada do Crocodilo no Batman; e, por último, a síndrome do aprendiz, que já vou explicar, do Robin.

Batman - A última cruzada (2)

Frank Miller e Brian Azzarello escrevem um roteiro simples, se for parar para analisar o esqueleto no todo. A HQ é basicamente sobre crise de meia-idade de Bruce Wayne e a síndrome do aprendiz de Jason Todd. O Bruce já não tem tanta agilidade e resistência como antes, o que eu acho bacana de ver. Nos aproxima dos herois, os deixam mais humanos. Mesmo que Bruce não tenha poderes especiais (e convenhamos: o que ele não tem de poder especial, tem de dinheiro). Quanto ao Jason, o garoto possui certa frustração por ter tanta proteção do Bruce, síndrome do aprendiz, justamente quando o homem-morcego mais precisa de seu parceiro, além de um sucessor. Isso deixa Jason ansioso para mostrar eficiência ao parceiro. Esses dois elementos, tão comuns, funcionam bem dentro da história e demoram pra trazer a previsibilidade que, confesso, acaba acontecendo nas páginas finais.

Os desenhos de John Romita Jr são bons, mas foi inevitável pensar que seu trabalho não casou totalmente com a trama. O trabalho que ele fez nesta HQ chega perto do ideal, ele acerta alguns pontos do desenho com o tom da história, mas parece que falta algo. Sinto que seria melhor se ele tivesse aproximado os desenhos daqueles que ele fez em All Star Batman (só que um pouco mais obscuro, claro). Já as cores de Peter Steigerwald são ótimas, conseguiram preencher o que se espera quando se trata de drama.

Confesso que não gostei da arte do Crocodilo, poderia ter ficado mais caracterizado.
Confesso que não gostei da arte do Crocodilo, poderia ter ficado mais caracterizado.

Nem do Bruce Wayne como sósia do Wolverine
Nem do Bruce Wayne como sósia do Wolverine.

No geral, o conjunto funciona bem, consegue criar o clima necessário para história. Poderia ser um pouco mais obscuro e profundo, mas cumpre o que a ideia promete. Uma história bem clássica entre professor e aprendiz. Vale à pena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave