Resenha: Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática- Thalita Rebouças

0
8733

 

“Se amar é sofrer, prefiro sofrer por outras coisas. “

Thalita Rebouças é a nova autora nacional da editora Arqueiro, que ficou famosa por seus livros juvenis. As obras dela têm o intuito de ajudar nesse período tão conturbado que é a adolescência e todos os problemas que temos nessa fase.

Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática tem como tema o Bullying, que é tão comum nas escolas. Tetê é uma garota realmente excluída, é gordinha, espinhenta, não cuida do cabelo e não tem nenhuma vontade de se vestir de acordo com as roupas da moda, ou seja, um alvo ambulante para os colegas maldosos. Para piorar, seu nome não ajuda sua causa, seu pais resolveram juntar os nomes dos Avôs e o resultado foi Tearina. Nada fácil a vida dela, né?

A situação na casa de Tetê complica quando seu pai perde o emprego, então, a família precisa mudar e acaba indo morar na casa do Avô e Avó maternos dela. Com isso, a menina muda de escola e acaba descobrindo um mundo diferente. Nessa nova escola ela faz amigos, mas continua sofrendo com os comentários da menina popular da escola, Valentina. Por acaso, Tetê logo se apaixona pelo gatinho da sala, que descobre ser namorado de Valentina e a relação só piora.

“Ele era o pacote completo, a metade da laranja, a tampa da panela, o spray certo para minha garganta inflamada.”

Thalita Rebouças nos leva por uma narrativa cheia de questões a serem resolvidas, os assuntos vão além do Bullying que todos os alunos sofrem. Problemas em casa, mortes e crimes virtuais são tratados também em Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática. Tudo isso foi escrito de uma maneira bem divertida, informal e adolescente, a autora não poupou nas piadas e gírias, deixando o livro bem gostoso de ler. Além disso, Thalita, que tem um canal no youtube com receitas práticas, colocou algumas delas no meio da obra, todas testadas por ela e bem fáceis de fazer.

Thalita Rebouças

Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática é indicado para o público juvenil, mesmo que todos possam ler e gostar. Por isso, alguns podem achar a história muito fraca ou alguns dramas desnecessários, porém para mim, é um modo ótimo de mostrar a visão de uma adolescente em assuntos cotidianos.

Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática conversa com os leitores adolescentes, tentando ajudar a superar os problemas que a maioria passa, por isso é uma leitura mais do que recomendada. Se você tem de 12 a 18 anos e sofre com bullying, falta de amigos ou namorados ou problemas em casa, esse livro com certeza irá te ajudar. O mesmo vale para quem tem filhos ou parentes na mesma situação, dêem um exemplar para eles e deixem a Thalita lhe ajudar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui