sexta-feira, 26, fevereiro, 2021
Início Filmes Críticas Critica: Ela

Critica: Ela

Não existe algo pior que a solidão, ou talvez exista e seja exatamente isso o que Ela (Her) quis mostrar. Ela se ambienta em um mundo contemporâneo onde as máquinas dominam tudo e todos e a as relações pessoas se tornam mais digitais do que físicas.

O personagem central Theodore Twombly ( Joaquin Phoenix) é um homem muito solitário que esta se divorciando de sua mulher Catherine (Rooney Mara) , ele também é infeliz no trabalho onde ao não conseguir ser escritor de livros, trabalha como escritor de cartas. Além disso tudo sua vida é basicamente ir do trabalho para casa e vice versa, sendo o videogame é a sua maior diversão e saindo muito pouco com a melhor amiga e confidente Amy (Amy Adams).

her-movie-2013-screenshot-catherine-and-theodore.jpgw1024-254x136
Ela | Imagem: Divulgação

Porém um dia voltando para casa ele adquire o OS1 (um sistema operacional com inteligência artificial que tem capacidade de ter pensamentos próprios) , a voz do sistema  Samantha, interpretada pela linda Scarlett Johansson é apaixonante e  logo de cara Theo cria um vinculo com o Ela e começa a viver um relacionamento que ultrapassa a amizade.

MV5BMTA0MDgwMTU4MjheQTJeQWpwZ15BbWU4MDE5MDYzNzAx._V1_SX640_SY720_Ao longo do filme observamos que não é somente Theo é conectado com Ela, percebemos que todo o mundo pós moderno deixa de lado as relações pessoas para se dedicar aos sistemas operacionais , pois estes não  tem problemas e estão ali somente para ajudar . Mas Theo começa a se apaixonar muito por Samantha onde ele consegue concluir o seu  divorcio mas  dispensando um encontro as cegas (Olivia Wilde maravilhosa como sempre).

Mas qual não é a surpresa de Theo ao descobrir que o sistema operacional não está apaixonado somente por ele, e sim por todas as pessoas com qual ela se comunica todos os dias, Theo entra em desespero e percebe que nem tudo é o que parece ser. 

Her-Joaquin-Phoenix1Particularmente eu gostei do longa, pois a mensagem sobre o mundo estar se tornando algo mais impessoal e nos distanciando das pessoas fez com que isso gerasse uma reflexão sobre o quanto ficamos “conectados” e se isso vale a pena ao abrir mão das coisas que fazíamos antes (como sair para bater papo com os amigos) para ficar o dia em uma tela de computador. O elenco é mesmo bem reduzido ficando claro quanta a solidão de Theo e de todas as pessoas tem se tornado maior.

Ela é escrito e dirigido por Spike Jonze , eu costumo gostar bastante dos seus longas como Quero ser John Malkoviche Onde Vivem os monstros  onde a mensagem gera sempre uma reflexão sobre a nossa vida. Vale a pena conferir Ela para refletir e perceber o quanto o seu celular esta se tornando mais seu melhor amigo do que a pessoa do seu lado.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Ela

Quer comentar sobre as produções com pessoas que possuem o mesmo interesse? Entre no nosso grupo do facebook e comece a discussão!

Nota do Thunder Wave
A trama e uma interessante reflexão sobre o amor e a solidão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,939FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,349SeguidoresSeguir

Beta crossplay de Knockout City começa em 2 de abril

0
Nesta quinta, jogadores e jogadoras puderam conhecer um pouco mais de Knockout City, novo jogo da EA e da Velan. Durante o evento State of Play, da Sony, foi possível ver mais da diversão multiplayer de alta energia do jogo de queimada.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Critica: Ela 4

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave