sábado, 26, setembro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica: Joy- O Nome do Sucesso

Crítica: Joy- O Nome do Sucesso

Trabalhar fora enquanto cuida da casa e dos filhos é uma situação cada vez mais comum na vida das mulheres. Todos nós sabemos o quanto isso é complicado e é exatamente isso há de interessante em Joy- O Nome do Sucesso (Joy).

Joy (Jennifer Lawrence) desde criança foi muito criativa, mas uma briga familiar a fez repreender suas habilidades. 17 anos depois, Joy se vê amargurada pela sua vida comum, com um casamento acabado, dois filhos para criar sozinha e constantemente tendo que ajudar a limpar a bagunça que sua família faz. Até que um dia, após se cortar limpando um vidro quebrado, ela tem a ideia de inventar um esfregão diferente, para evitar que as pessoas toquem os panos de chão, e assim ela resolve mudar de vida, se aventura nos mundos dos negócios e tenta levar sua invenção para frente.

Como geralmente costuma ser nas obras de David O.Russel, essa busca de Joy é muito intensa e retratada de uma maneira muito realista. Não espere assistir um daqueles filmes onde a pessoa tem uma ideia, mostra o caminho que traçou para colocá-la em prática e pronto, viveu feliz para sempre. Aqui, temos todos os problemas, comuns e incomuns, que podem ocorrer com um novo projeto e quando achamos que acabou, mais uma pedra entra no caminho. É interessante ver as relações de Joy, o apoio de sua família e os momentos em que essa dificultou seu caminho, as ajudas por fora que lhe foram essenciais e as pessoas que tentaram puxar seu tapete. Nada parece impossível ou até mesmo difícil de acontecer, ao contrário, parece rotineiro.

Jennifer Lawrence, Bradley Cooper e Robert De Niro repetem a parceria de sucesso e como sempre, a sintonia entre eles é maravilhosa, principalmente entre Lawrence e De Niro, aqui atuando como pai e filha. Entretanto, essa parceria é também um dos problemas do longa. Robert De Niro sofre um grave caso de “personagem apagado” aqui, onde parece que foi escalado apenas para constar nos créditos, mas sua participação é mínima. O roteiro, que aborda o mundo dos negócios de uma maneira interessante, poderia ter ficado muito melhor sem alguns buraco muito evidentes no caminho. A impressão que a obra passa é de declínio ao longo da trama, começando no ápice e piorando conforme a história desenvolve. São pequenos erros que diminuem a qualidade de Joy- O Nome do Sucesso, chegando a deixar a produção cansativa em alguns momentos e novamente levantando dúvidas acerca da indicação de Jennifer Lawrence.

Crítica: Joy- O Nome do Sucesso 1

Entre os erros e acertos, Joy- O Nome do Sucesso se torna uma obra interessante apenas para um público: as mulheres trabalhadoras que batalham diariamente para erguer seu nome no mundo dos negócios e se identificam com a Joy. Por isso, as opiniões sobre o filme se tornam diferenciadas, dependem muito do ponto de vista de quem está assistindo. Ainda assim, os problemas no roteiro são agravantes para todos os públicos.

Indicando Jeniffer Lawrence para o prêmio de melhor atriz no Oscar 2016, Joy- O Nome do Sucesso estreia essa quinta, 21/01, nos cinemas brasileiros.

Veja a ficha técnica e elenco completo de Joy- O Nome do Sucesso.

Nota do Thunder Wave
Entre erros e acertos, Joy- O Nome do Sucesso acaba se tornando interessante apenas para um público restrito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,360SeguidoresSeguir

Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina: Três brasileiros disputam a...

0
Cléber, Milton e Sandro estão entre os quatro finalistas da terceira temporada da competição que aqueceu os corações dos cuteleiros amadores. Qual brasileiro conquistará o tricampeonato?

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave