domingo, 27, setembro, 2020
Início Filmes Críticas Crítica: Planeta dos Macacos- O Confronto

Crítica: Planeta dos Macacos- O Confronto

Uma das principais críticas à atual Hollywood está na falta de criatividade dos produtores e executivos que, por preguiça ou receio, realizam, em sua maioria, filmes que são remakes ou continuações.Se isso é o que “tem para hoje”, então, resta a nós, cinéfilos, torcermos para que aquilo que nos é oferecido seja, pelo menos, de boa qualidade.

Foi o que aconteceu em 2011, quando Planeta dos Macacos: A Origem, uma espécie de prequel para o clássico Planeta dos Macacos, de 1968, chegou aos cinemas, e é o que acontece novamente com Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes, EUA, 2014), sequência cujo lançamento ocorre hoje, dia 24 de julho.

Avançando dez anos após o clímax de A Origem, Planeta dos Macacos: O Confronto tem início quando boa parte da população do planeta Terra encontra-se dizimada por conta do vírus surgido em laboratório, durante os experimentos realizados com símios, visando a cura do Alzheimer e, por consequência, desenvolvendo a inteligência dos primatas. Após anos de batalhas, os macacos e a pequena parcela de humanos sobreviventes sustentam uma frágil trégua e, na cidade de São Francisco, um reduzido grupo de pessoas, liderado por Dreyfus (Gary Oldman, de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge), sobrevive numa espécie de galpão, isolado de todos e tentando contato com possíveis sobreviventes. Na floresta, um outro grupo segue com a vida: trata-se dos macacos que, liderados por Caesar (Andy Serkis, de O Senhor dos Anéis), vivem como uma comunidade organizada, desejando apenas manter distância dos homens, causadores de tantos males na época dos experimentos em laboratório. Tudo corre bem e de maneira harmoniosa, até que um grupo de humanos invade o território dos símios, em busca de recursos para manter a vida. Malcolm (Jason Clarke, de O Grande Gatsby), líder da expedição, fica responsável por dialogar com Caesar, para convencer o líder dos macacos a permitir a presença humana em seu território, visando reativar uma usina hidroelétrica, uma vez que a eletricidade, vital para a sobrevivência dos humanos, está chegando ao fim. O impasse entre humanos e primatas, que em muito lembra as relações geopolíticas contemporâneas, é o que mantém a tensão da narrativa de Planeta dos Macacos: O Confronto.

Crítica: Planeta dos Macacos- O Confronto 1

No entanto, em momento algum isso faz do filme uma experiência tediosa. A frágil trégua entre os dois grupos e a insubordinação iminente que deve ser enfrentada, tanto por parte de Caesar, quanto por parte de Malcolm, resultado do medo e insatisfação de alguns membros de seus respectivos grupos, prende a atenção do espectador e tudo é permeado por empolgantes cenas de ação. Mas está na tecnologia o grande triunfo da produção. O resultado apresentado pela atuação por captura de movimentos é espetacular e surpreende o quanto os atores que trabalham com a técnica são capazes de transmitir variadas emoções através de seus personagens virtuais. Falar da competência de Andy Serkis nesta área chega a ser um lugar-comum. Seu desempenho como Caesar, em comparação com o filme anterior, é ainda mais visceral e repleto de complexidade. Auxiliado por um elenco de apoio igualmente talentoso, Serkis transmite, com espantosa eficiência, o drama de seu personagem, dividido entre a lealdade com seus pares e a compaixão pelos humanos, compaixão esta proveniente das lembranças que Caesar tem de Will Rodman (James Franco, de 127 Horas), cientista com quem aprendeu as noções de amor e família. Com um filme que, de maneira competente, dá seguimento à trama de 2011 e deixa o caminho aberto para as sequências, a nova série de Planeta dos Macacos estabelece-se como uma franquia sólida e promissora, provando que tecnologia, somada a uma história bem contada, é capaz de resultar não só em dinheiro, mas em grandes filmes.

Planeta dos Macacos: O Confronto estreia hoje, dia 24 de julho.

Créditos da resenha vai para nosso amigo Vanderson Santos, do nosso parceiro Mundo Blá.

Nota do Thunder Wave

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

7,008FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,360SeguidoresSeguir

Desafio Sob Fogo Brasil e América Latina: Três brasileiros disputam a...

0
Cléber, Milton e Sandro estão entre os quatro finalistas da terceira temporada da competição que aqueceu os corações dos cuteleiros amadores. Qual brasileiro conquistará o tricampeonato?

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave