Resenha: Guerra Civil

0
17399

 

Com a estréia de Capitão América: Guerra Civil batendo na porta, resolvemos falar sobre o quadrinho que em que o filme foi baseado. Guerra Civil é o primeiro dos eventos importantes da Marvel, daqueles que unem praticamente todo o Universo Marvel e costumam fazer grandes reformulações.

Tudo começa quando uns jovens heróis, que fazem parte de um reality show, perseguem um vilão que é muito acima da capacidade deles e com isso provocam um incidente que mata civis, incluindo crianças. A população começa a ver os Super- Heróis como uma ameaça, começando a exigir que exista um cadastro com a identidade real de cada um, para que possam ser punidos pelos seus atos quando necessário.

Tony Stark, como sempre, leva a culpa, mesmo não estando envolvido, já que seu nome é o grande destaque dos Vingadores por financiar a maior parte do projeto. Levado pela culpa, Tony aceita o registro e ele e a S.H.I.E.L.D, comandada por Maria Hill, começam a obrigar os integrantes se registrarem.

Alguns dos heróis acham essa decisão perigosa, pois as informações podem cair nas mãos dos vilões e colocar a vida de seus familiares e amigos em risco. Comandados pelo Capitão América, eles formam uma resistência e fogem para evitar o registro. E assim estoura a Guerra Civil, com Tony Stark e aliados perseguindo a resistência.

Guerra Civil é um evento fascinante, um dos melhores da Marvel até o momento, não só pela divisão dos heróis, que começam a lutar contra si, mas pela profundidade de argumentos. A primeira vista pode parecer fácil escolher um lado, mas com o desenrolar dos acontecimentos vários fatores nos fazem ver melhor o lado oposto ao que torcemos e assim terminamos a leitura convencidos de que não existe certo ou errado, apenas opiniões divergentes.

Mas mesmo assim as relações mudam completamente após essa guerra, amizades acabam, casamentos ficam seriamente abalados e alianças são rompidas. É interessante ver como alguns grupo tão unidos, como o Quarteto Fantástico, sofrem com esses acontecimentos, resultando em uma fatal divisão. Até mesmo Sue e Richard acabam ficando em lados opostos.

Com um ritmo frenético e acontecimentos impressionantes, Guerra Civil é uma interessante reflexão política. É também uma peça muito importante para o entendimento da nova fase da Marvel, que se inicia no término desse quadrinho.

A Panini lançou há um tempo um encadernado lindo reunindo todas as edições de Guerra Civil, mas essa Guerra teve uma grande repercussão em todo o Universo Marvel e por isso quase todos os heróis possuem uma ou mais edições de seus quadrinhos onde discutem a Guerra Civil. Para quem quiser se aprofundar mais, veja a ordem de leitura aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui