sexta-feira, 27, maio, 2022

Resumo

Iluminadas possiu uma premissa criativa e uma trama promissora, mas sua execução lenta e algumas vezes desconexas atrapalham a leitura que se torna devagar e um pouco confusa até pegar o ritmo.

Resenha | Iluminadas- Lauren Beukes

Com uma proposta muito interessante, Iluminadas é um thriller, que ganhou uma adaptação pela Apple TV+, lotado de elementos que prometem agradar pela sua ousadia, com assassinatos, viagem no tempo e significados importantes por trás de cada morte, mas infelizmente, nem tudo são flores na execução dessa obra.

A trama inicialmente apresenta Harper Curtis, um cara que perdeu tudo até pegar o paletó de tweed que tinha a chave para a sua nova vida, que o levaria a conhecer a Casa. Para qualquer um que vê o local de fora, a Casa é apenas um local abandonado, mas no andar de cima há instrumentos para completar as missões, que a Casa o intui a fazer, e a habilidade de viajar por épocas diferentes.

Ele se torna um serial killer, que tem um ciclo a fechar. Normalmente conhece as meninas que chama de Iluminadas em sua infância e quando chega o momento certo, ele retorna para mata-las de forma cruel e fria, levando com ele algum objeto particular delas e deixando um objeto de outra vitima, viajando para uma época diferente logo após e se tornando um assassino quase impossível de ser encontrado.

Quando Kirby sobrevive a um de seus ataques, o estruturado esquema de Harper corre o risco de desmoronar. Quatro anos e muitas cirurgias plásticas depois do atentado, Kirby se torna estagiária do Chicago Sun-Time para trabalhar com o ex-reporte policial Dan Velasquez, que participou da investigação de seu caso. Ela quer encontrar o assassino a qualquer custo, fazendo o que for preciso e deixando várias pessoas malucas durante sua busca. O único problema é que mesmo com as provas em sua frente, é muito difícil relacionar com mortes ocorridas em décadas diferentes.

Narrado em terceira pessoa, Iluminadas divide os capítulos por personagens. Lauren Beukes escolhe manter as travessias de tempo desde o ínicio, tornando o intervalo de tempo entre cada acontecimento intrigante, mas também confusa. É necessário prestar muita atenção na data de cada capítulo para não se perder e por isso, a leitura se torna mais lenta e o risco de se tornar perdida até ter de fato o primeiro assassinato, é grande. A obra passa por um terço de toda a história em um caminho lento de preparação que levam exatamente para onde a sinopse conta, para só então começar a pegar um ritmo com a investigação.

A autora cria um universo fascinante e complexo, com personagens profundos e verdadeiros. É a construção desses personagens seguram a história, visto que a apresentação do mistério e explicação sobre o motivo das garotas serem chamadas de Iluminadas e serem perseguidas se prolonga por muito tempo, alongando mais do que deveria o clima de suspense e chegando perigosamente perto de ser tornar enfadonho.

Ao decorrer da investigação, o ritmo fica mais interessante, porém as respostas de tudo que foi plantado no inicio parecem nunca chegar e criam um enorme sentimento de frustação quando fica claro que tudo ficara apenas subentendido. É fácil entender os motivos de Harper e porquê chama meninda de Iluminadas, entretanto uma conclusão oficial sobre seus desejos, a Casa e as intuição que o leva a cometer crimes tão violentos se mostra necessária em um universo tão detalhadamente formatado, deixando um buraco na trama por falhar nas explicações.

O desfecho é justo e plausível, finalizando a trama principal e a investigação, mas o epilogo reforça tudo aquilo que não foi explicado e criar uma confusão ainda maior. Iluminadas é um thriller que tinha tudo para ser um grande destaque, porém peca em suas explicações rasas e abandona o universo detalhado proposto inicialmente, se tornando apenas uma investigação satisfatória de um crime diferente, quando podia ser muito mais que isso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Iluminadas possiu uma premissa criativa e uma trama promissora, mas sua execução lenta e algumas vezes desconexas atrapalham a leitura que se torna devagar e um pouco confusa até pegar o ritmo. Resenha | Iluminadas- Lauren Beukes
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave