Resenha | Invocação – Kelley Armstrong

0
3684

Resenha | Invocação – Kelley Armstrong 1Invocação é o primeiro da trilogia Darkest Powers, escrita por Kelley Armstrong, que promete uma história de fantasia com seres sobrenaturais.

A trama apresenta Chloe Saunders, uma adolescente de 15 anos e estudante de arte que sonha em ser diretora de cinema. No entanto, após sua primeira menstruação, passa a ver fantasmas e em um desses momentos acaba surtando na escola onde estuda e sem querer agride um professor. Por isso, é internada em uma casa para adolescentes problemáticos, a Casa de Lyle, que será como uma reabilitação para a jovem.

Após o surto Chloe começa a ser medicada e é diagnosticada com esquizofrenia devido aos
fantasmas que vê. Os profissionais que cuidam dela afirmam que Chloe vê apenas alucinações, sintomas da doença. Acreditando que a forma mais rápida de sair da reabilitação é aceitar o diagnóstico e tomar as medicações, a garota faz de tudo para demostrar que está melhorando, mesmo começando a acreditar que há uma chance de ela realmente ver pessoas mortas.

A personagem principal é mediana, não possui tanta personalidade. Em algumas cenas ela se torna mais pacata, já em outras se impõe e mostra mais atitude trazendo diálogos mais
interessantes, com isso a escritora demostra uma tentativa de trazer evolução a personagem ao longo da história. Nesse meio tempo conhecemos os outros adolescentes que também moram na Casa de Lyle  como a Tori, a Rae que acaba se tornando uma das pessoas mais próximas a Chloe e os irmãos Simon e Derek, que em certo momento intrigam a jovem.

A narrativa possui alguns clichês, em alguns momentos a protagonista é um pouco repetitiva, sobretudo com a ideia de colocar as cenas da vida dela em um filme e ir narrando e pensando como se fosse a protagonista de um curta-metragem. Mesmo que o sonho da garota seja trabalhar com cinema, o excesso de comparações torna a leitura arrastada as vezes.

Derek e Simon ajudam a jovem a entender melhor como são seus poderes e contam que na verdade Chloe é uma necromante, uma pessoa que pode conjurar, ver e conversar com
pessoas mortas. Além disso, os irmãos contribuem para a descoberta de alguns dos mistérios que rondeiam a Casa de Lyle. Armstrong mesmo deixando algumas dúvidas para o próximo livro, revela diversas informações interessantes sobre a mitologia que envolve o poder de Chloe.

Derek serve como um alívio cômico, tornando alguns diálogos engraçados. Por ele ser muito sincero e sem papas na língua acaba dizendo coisas que o leitor pode até pensar, mas não diria por receio de parecer mal educado e já Derek não se importa com o que os outros acham sobre ele.

A trama proporcionou alguns acontecimentos surpreendentes, tanto durante a leitura quanto no final. Embora o livro seja mais parado no começo, do meio para o final são revelados muitos mistérios e diversas cenas de ação bem construídas. E a linguagem mais tranquila utilizada pela escritora, ajuda a tornar a leitura mais agradável. A narrativa termina com um final cheio de dúvidas para o próximo livro da trilogia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui