Conhecida por suas obras investigativas, geralmente de casos chocantes que se matêm em aberto, Daniela Arbex lança Longe do Ninho, livro que investiga o crime, também sem culpados, Incêncio no Ninho, com informações inéditas sobre o trágico acontecimento que vitimou dez garotos e continua sem responsabilização cinco anos após o ocorrido.

O ano de 2019 foi um ano marcante para a história do Flamengo, em pontos positivos e um extremamente trágico. Foi o ano em que o time principal foi campeão do Campeonato Carioca, do Brasileirão e da Taça Libertadores da América-, mas também foi o mais triste de todos. Em 8 de fevereiro, uma tragédia sem precedentes no Ninho do Urubu, o centro de treinamento do clube, fez toda a nação amanhecer de luto. Vinte e quatro atletas da base que se reapresentaram ao clube após o fim das férias foram surpreendidos por um grande incêndio enquanto dormiam. As chamas, iniciadas pouco depois das cinco da manhã, alcançaram todos os quartos em menos de dois minutos. Os garotos, que se viram encurralados pelo fogo, lutaram até as últimas forças por suas vidas. O incêndio vitimou dez meninos entre 14 e 16 anos e colocou fim ao sonho de se tornarem ídolos no país do futebol.

No mês em que a tragédia completa cinco anos, Arbex lança uma extensa obra investigativa, tentando desvendar o que de fato aconteceu naquela madrugada. Para isso, a autora vai a fundo em todas as informações possíveis, reunindo laudos técnicos, trocas de mensagens e e-mails, dados e relatos até então não divulgados. Ela também utiliza de entrevistas feitas com todas as famílias dos dez jovens, sobreviventes, profissionais da perícia criminal e do IML.

Dessa maneira, Arbex monta um quadro completo da trajetória dos atletas, do caminho das chamas — que atingiram temperatura superior a 600 graus Celsius — e das consequências na vida de pessoas que se viram envolvidas em uma tragédia anunciada. Com estrutura inadequada — apenas uma porta de saída — e materiais que não demonstraram ter propriedades antichama, o contêiner-dormitório do Flamengo transformou-se em armadilha fatal.

Assim como as obras anteriores da autora, Longe do Ninho vai além de um relato sobre um caso, é um grito crítico ao que poderia ter sido evitado. De maneira parecida com Todo Dia a Mesma Noite, onde expõe não apenas o absurdo do ocorrido e o descaso das autoridades, mas todos os pequenos detalhes que, se resolvidos a tempo, teriam evitado o horror que atingiu aquelas familias.

Usando a técnica já conhecida e muito efetiva de Daniela Arbex, Longe do ninho é um relato extremamente forte, humano e sensível sobre a morte de meninos que estavam muito distante de casa e da proteção de seus pais. A obra reverencia a memória dos que se foram e o esforço dos atletas que sobreviveram. Apesar do trauma e do sofrimento que enfrentaram, eles encontraram no valor da amizade a coragem de que precisavam para seguir rolando a bola por si e pelos irmãos de ideal, aos quais passaram a chamar de “Nossos 10”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui