Resenha | Marionete- Daniel Cole

0
4869

Segundo livro da trilogia Fawkes e Baxter, Marionete é continuação do romance de estreia de Daniel Cole, Boneco de Pano.

Focado em Emily Baxter, que ainda lida com cicatrizes do caso do Boneco de Pano, a trama apresenta uma nova onda de crimes. Após o desaparecimento de Fakes, Emily reluta em ajudar na nova investigação, mas a similaridade com as vítimas anteriores acabam obrigando-a a se envolver. Desta vez, as vítimas são encontradas, geralmente em pares, em posições parecidas com marionetes penduradas e as palavras “Isca” e “Marionete” gravada no tórax de cada uma.

-> Veja a resenha de Boneco de Pano

Mesmo se tratando de uma continuação, Marionete funciona também como uma obra isolada. Os acontecimentos precedem os do livro anterior, e colocam algumas referências que funcionam mais na construção psicológica dos personagens do que no funcionamento dos fatos, sendo possível ler sem conhecer o anterior e entender tudo, apenas com o uso das explicações dadas ao longo da história.

Daniel Cole emprega a mesma criatividade na trama desse livro, em cada nova cena de crime ele consegue chocar na apresentação. Enquanto desenvolve a investigação, pequenas provas possibilitam o leitor acompanhar e tentar desvendar junto o caso, que apenas cresce em interesse e se torna cada vez mais intrigante.

Quando escreveu Boneco de Pano, Cole o fez como um piloto de série televisiva, que acabou se tornando uma obra literária posteriormente. Por isso, a narrativa é muito visual e acontece através de diálogos, deixando clara que funcionaria muito bem nas telas, mas prejudica um pouco a leitura, tornando-a menos empolgante pelo formato escolhido para a escrita. A mesma narrativa é empregada em Marionete, que acaba sofrendo do mesmo problema.

Mesmo com a leitura mais lenta por causa dessa escolha, ambos os livros possuem uma história interessante, onde a originalidade empregada na execução dos crimes, a riqueza de detalhes e os personagens cativantes conseguem sobressair sob a narrativa incomum, compensando bastante a leitura das mesmas.

Com um foco maior na antiga coadjuvante e algumas intrigas certeiras, Marionete é mais um livro investigativo interessante, que viaja pela mente criativa- e perturbada- de Cole.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui