sexta-feira, 27, novembro, 2020

Resumo

Novembro de 63 não é a melhor obra de Stephen King, mas ainda é um livro de qualidade e bastante intrigante.

Resenha | Novembro de 63- Stephen King

Viagens no tempo sempre são interessantes. Essa temática escrita por um dos melhores autores da atualidade, que não tem medo de ousar, resulta em um livro muito intrigante.

Em Novembro de 63, escrito por Stephen King, acompanhamos o professor Jake Eppings na complicada missão de voltar ao passado para salvar a vida do presidente Kennedy. Jake aceita essa missão após ler uma redação de um aluno do supletivo, o faxineiro Harry Dunning, que conta como sua família foi morta e ele ficou manco em um ataque de seu pai alcoólatra. Motivado pela vontade de mudar o passado desse aluno, Jake aceita voltar à 1958 e terminar o serviço que Al, dono da lanchonete que tem o “Buraco de Coelho” que leva ao passado, começou  e viver anos no passado para evitar a morte de JFK. Mas é claro que não vemos apenas isso, é uma trama completa, com mistério, amor, aulas históricas, assassinatos e muitas referências.

Se você voltar no tempo para consertar o passado, tome cuidado para não destruir o futuro.”

Stephen King realmente se aprofundou nesse livro, mostrando muito do dia-a-dia de Jake no passado (ele volta em 1958, portanto temos 5 anos de acontecimentos até o assassinato de JFK). Esse aprofundamento tornou a obra interessante e ao mesmo tempo, um pouco cansativa. Em momentos adoramos ver Jake narrar os anos 50/60, mostrando a diferença de cultura e personalidade da época, mas tem momentos em que pensamos “ será que algum dia vou saber se ele consegue salvar o JFK, ou continuarei vendo o que Jake comeu no café da manhã?”

Como de costume, a narrativa leve e informal de King torna a leitura bem fácil, o autor não economiza nas gírias e não tem medo de colocar palavrões. O modo como King lidou com a viagem no tempo foi maravilhoso, não deixou nenhum buraco nas explicações e explorou todos os tabus que essa temática oferece.

Mesmo tendo de tudo, Novembro de 63 pode ser classificado como uma história de amor e comprometimento. O foco para as relações que provam que Jake é regido por essas características é muito maior do que para o evento de 63 em si.

Destaque especial para a capa e contracapa, que são geniais mostrando o passado antes e o que seria depois de Jake completar sua missão:

Novembro de 63 capa
Capa e contracapa de Novembro de 63

Mesmo sendo um dos livros mais fracos do autor, Novembro de 63 se destaca pelo grande conhecimento histórico, mostrando o quanto King pesquisou para escrevê-lo.

5 COMENTÁRIOS

  1. tô muito a fim de ler Novembro de 63… ou melhor, tenho vontade de ler todos do King D: HAUEHUAEHUEHAUE
    mas vou deixar por último Novembro, quero ler os mais “fortes” primeiro

    • Aconselho fortemente que comece pelos mais famosos. O Novembro de 63 é bom, mas é da fase mais “romântica” do Stephen King e começar por ele pode destruir a imagem do autor. Os clássicos são muito recomendados! 😉

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave