Resenha: O Feiticeiro de Terramar- Ursula K. Le Guin

0
19226

 

Clássicos literários de fantasia existem vários e quando pensamos neles autores como J.R.R. Tolkien e vários outros do gênero masculino vêem em mente. Entretanto, há um nome feminino que deveria ser tão bem conceituado como eles e agora está começando a ter seu espaço no Brasil: Ursula K. Le Guin.

Escrito por Guin em 1968, O Feiticeiro de Terramar chega ao Brasil pela Editora Arqueiro e se prova um clássico tão bem escrito quanto as obras dos famosos Patrick Rothfuss, Tolkien e Neil Gaiman. Voltado para o público Young Adult, o livro apresenta o poderoso feiticeiro Gavião, narrando seu caminho para se tornar lendário.

Conhecido inicialmente por Ged, o garoto desde pequeno possuía o dom da magia, que foi oficialmente descoberto quanto ele repetiu as palavras de um encantamento feito por um parente quando criança. Aos 12 anos, acaba fazendo algo tão notável que chama a atenção de um poderoso mago, que o acolhe e começa a ser seu mentor. Mas Ged se mostra muito difícil de controlar e acaba sendo enviado para uma escola de magos, onde acaba acidentalmente soltando algo muito maligno. Agora ele precisa derrotar essa força que o persegue, partindo em uma jornada solitária e cheia de perigosos.

A importância de um livro tão curto (menos de 200 páginas) chega a ser impressionante. Não é preciso ser um grande conhecedor do gênero da fantasia para ver a influência desse clássico em obras conceituadas atuais, incluindo Eragon e Harry Potter. Ged tem um papel importantíssimo na criação de tudo relacionado à magia após 68, servindo de inspiração para os personagens que vieram a se tornar mágicos, e isso é constatado logo nas primeiras páginas, onde vemos elementos muito usados na literatura atual – um garoto órfão, geralmente teimoso que acaba tendo uma conexão com algo maligno, parece familiar?

A trama é simples, traz a famosa “jornada do herói”, que agora é muito utilizada em muitas obras, mas é cativante e bem colocada. Sem abusar de grandes lutas ou incluir muitos personagens, a autora consegue uma história coerente, satisfatória e sem se tornar cansativa em nenhum momento.

O Feiticeiro de Terramar é um livro importantíssimo para os fãs de fantasia- ou que acompanhem tudo que seja relacionado à magia e até mesmo ficção. Um marco notável do gênero, com o bônus de ser escrito por uma mulher, é um exemplar que merece um lugar na estante de todos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui