Resenha | O Relicário da Maldade- Jefferson Sarmento

0
3480

Resenha | O Relicário da Maldade- Jefferson Sarmento 1Ambientada nos anos 80, O Relicário da Maldade é uma obra que serve de homenagem à características marcantes da época. Em sua diferente trama, Jefferson Sarmento apresenta elementos que remetem à época, usando de referência produções e musicas que fizeram sucesso e certamente irão ativar a memória dos leitores.

Após a morte de Augusta Dummont, três garotos acabam se aventurando por sua casa e, ao encontrar um interessante relicário, acabam liberando toda a maldade da cidade contida no artefato. Com os cidadãos da pequena cidade voltando a sentir os impulsos malignos que lhe foram tirado, uma grande confusão é formada por todo o local.

A premissa de O Relicário da Maldade é muito interessante, a visão de um objeto que consegue tirar a maldade das pessoas e é acidentalmente aberto, chama a atenção. Através desse ponto de partida, a narrativa apresenta aos poucos a personalidade de cada habitante da cidade, enquanto explora os motivos para cada um ter entrado na caixa.

É perceptível a tentativa de Sarmento em entregar uma trama onde os fatos se encaixam lentamente, investindo no suspense acerca de cada personagem e dando ao leitor a chance de ir descobrindo junto com a leitura cada detalhe. Entretanto, a narrativa empregada é uma boa escolha, mas se contradiz em vários momentos, tornando muito fácil se perder em meio aos acontecimentos. Enquanto o autor investe em apresentar fatos e personagens ao longo de uma cena, acaba perdendo o foco inicial e acaba sendo necessário reler o capítulo para entender novamente onde estão situados os eventos.

O excesso da mesma explicação também dificulta a leitura no começo. Mesmo já tendo apresentado algo entre falas, o autor acaba reforçando inúmeras vezes o fato e acaba deixando tudo ainda mais confuso. É apenas lá pela metade do livro que a trama desenrola e esses defeitos na narrativa se tornam irrelevantes. Nesse ponto, tudo se desenvolve muito bem e a leitura se tona fluída.

O Relicário da Maldade é uma boa obra, que pode ser prejudicada pelos problemas em sua narrativa inicial. É necessário ter muito interesse na premissa, que de fato consegue aguçar a curiosidade, para não abandonar a leitura antes de chegar aos momentos em que o livro se torna realmente bom. E nesse momento, a trama consegue prender o leitor, deixando a sensação de que valeu a insistência para chegar até o final.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui