Resenha: O Sol Também é uma Estrela- Nicola Yoon

Se você acredita que hoje é o pior dia de sua vida, espere até conhecer Natasha Kingsley!

0
4438

 

Imigrante ilegal nos Estados Unidos desde os 8 anos de idade, Natasha se vê diante do seu pior pesadelo. Ela tem apenas algumas horas disponíveis para arrumar suas malas e ser deportada, junto com toda a sua família para a Jamaica. Prestes a terminar o ensino médio, Tasha não quer ter que deixar todos os seus sonhos, amigos e uma vida (que foi construída) para trás. Ela já precisou fazer isso quando era criança e a lembrança não é nada agradável. É por isso que ela tenta seu último recurso e vai em busca de ajuda. Talvez essa seja sua última chance de permanecer no país. O que ela não esperava era conhecer alguém no meio do caminho…

Daniel é um coreano-americano que quer ser poeta mas precisa aceitar aquilo que seus pais querem para ele, que é ser um médico bem sucedido. Mesmo contra a sua vontade, ele se dirige para o local de sua entrevista para ser aceito na Universidade de Yale e o rapaz não fazia ideia do que o destino reservou para ele nesse dia tão importante.

O livro é narrado em primeira pessoa e vai intercalando entre os pontos de vista de Daniel e Natasha. Conhecemos dois mundos totalmente diferentes que acabam se cruzando em um determinado momento.

Com uma narrativa leve, singela e as vezes poética, a autora aborda temas bem pesados como o preconceito, as diferenças culturais, suicídio, traição, depressão, bullying, dentre outros, de uma forma sutil, mas que passa perfeitamente a mensagem que a autora quer passar, levando o leitor a refletir bastante sobre todos os temas abordados e as consequências de nossos atos sobre a vida de outra pessoa. Essa é uma característica da escrita de Nicola e dá muito certo nos livros dela, não é à toa que a autora é uma best-seller.

A construção dos personagens foi muito bem feita e é possível sentir o crescimento de cada um deles no decorrer da leitura. E por falar em personagens… além dos nossos protagonistas, também conhecemos histórias paralelas de outros personagens que aparecem na história. A primeira vista parece que nada daquilo tem importância, mas conforme a leitura avança, percebemos que cada um deles tem um enorme significado na vida de nossos mocinhos.

A escrita da Nicola é encantadora. O livro conseguiu me arrancar muitas lágrimas, não por ele ser triste, mas por ele me fazer refletir e de realmente ser tocante. Está mais do que recomendado para quem gosta de livros Jovem Adulto e para quem está em busca de uma leitura leve e agradável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui