sábado, 28, novembro, 2020

Resenha | O Voo da Libélula- Michael Bussi

 

O Vôo da Libélula , de Michel Bussi, é um interessante mistério que deixa o leitor desesperados para descobrir a verdadeira identidade do bebê sobrevivente do Vôo 5403.

A ÚNICA COISA QUE ALGUÉM DEVERIA TER FEITO, ERA TER LIDO O JORNAL DE 1980, DEZOITO ANOS DEPOIS PARA ENTÃO, SOLUCIONAR O CASO…

Em 23 de dezembro de 1980, o Airbus 5403 sofreu uma grave queda. Dos 169 passageiros, apenas uma bebê de três meses sobreviveu. Na lista de passageiros constavam duas crianças da mesma idade, das quais ninguém pode ter certeza da verdadeira identidade.  Os pais das crianças morreram no acidente e os avôs não tinham muito contato com elas ainda, logo, o caso virou um grande alvoroço.

Lyse- Rose de Carville, nascida em 27 de setembro de 1980.

Émilie Vitral, nascida em 30 de setembro de 1980.

Acompanhamos o desenrolar da história pelo diário de Grand-Duc, um detetive particular contratado por Malvina Carville. Grand- Duc acaba recebendo uma boa quantia em dinheiro até a criança fazer 18 anos, desvendando ou não o mistério. Ele acaba encontrando uma prova crucial bem no término de seu prazo, prova essa que deixa o leitor louco de ansiedade durante toda a leitura, e envia seu diário para Lylie (Apelido carinhoso da sobrevivente, uma junção dos dois nomes), para que ela possa saber mais sobre sua própria vida.

A época que Michel Bussi escolheu para ambientar a obra foi a peça chave para seu sucesso. Em 1980 não existiam exames de DNA e outros recursos que hoje em dia tornaria fácil descobrir o verdadeiro parentesco da Lylie, nas circunstancias da época, o caso se tornou uma investigação longa e complicada. A narrativa também ajudou, e muito, a tornar O Voo da Libélula um livro impossível de largar. Como acompanhamos o caso junto com o investigador, conhecemos os fatos junto com ele, fazendo o leitor se sentir o próprio detetive, tentando desvendar junto o mistério e, consequentemente, se apressando para ler e descobrir se estava certo.

Outro ponto marcante em O Voo da Libélula é a exploração dos personagens secundários. O autor investiu muito em mostrar os efeitos que essa criança teve nos parentes mais próximos, afinal, decidir quem era a sobrevivente automaticamente mataria o outro bebê. Além de seus avós, tanto Lyse-Rose quanto Émilie tinham irmãos, que também teriam que lidar com a perda e isso teve uma repercussão psicológica em ambos. Claro que Lylie cresceu em uma das famílias, escolhidas pela justiça, mas quem podia ter total certeza que de de que a escolha estava correta?

Para finalizar, temos um desfecho maravilhoso. Confesso que na metade do livro já tinha sacado a escolha de Bussi para a solução do caso, mas isso em nada diminuiu o mérito do mesmo. Não apenas a identidade, mas como foi descoberta e a reação das famílias pós-revelação deu um fim muito satisfatório à obra.

O Voo da Libélula já tem uma promissora adaptação cinematografia em andamento.

31 COMENTÁRIOS

  1. já tinha lido por alto sobre o livro, mas confesso que na época não dei mutia bola… lendo a resenha percebo que é o tipo de história que eu gostaria de ler… adoro suspenses, e mesmo tendo a chance de descobrir o desfecho já na metade do livro, eu me atreveria a fazer a leitura mesmo assim…
    bjs

  2. Bem interessante, fiquei morrendo pra saber qual é a solução do mistério. Huahahauhaua. Acho q vou caçar esse livro por aí

  3. Olá!
    Fiquei muito curiosa para saber o que acontece nessa história. Entendo que é um mistério e tanto, mas a verdade é que imagino quantos outros dramas as famílias viviam quando precisavam confirmar a origem de uma criança. Enfim, gostei muito da proposta envolvendo um bebê e circunstâncias tão inusitadas. Curti saber que o desfecho é bom!

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    • Olá!

      Você mencionou todos os pontos positivos da obra, a relação das famílias com o acontecido acaba sendo mais interessante que o mistério da criança em si.

      Obrigada pelo comentário.

  4. Oi, tudo bm?
    Quando eu vi esse livro pela primeira vez fiquei bem curiosa, mas confesso que com o decorrer do tempo fui perdendo o interesse pela história, mas gostei da sua resenha.

    Beijos :*
    Larissa – srtabookaholic.blogspot.com

  5. Oi taranis!
    As resenhas desse livro são bem divididas neh? Li umas resenhas que só faltaram queimar o livro de tanto que não gostaram… Mas, a sua é bem positivas e me deixou mais animada, afinal, quero MUITO ler esse livro desde o lançamento e que bom que o final é agradável!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    • Olá!

      Acho que são divididas dessa maneira porque o livro não é um mistério comum, desvendar o mistério da criança não é o fato mais importante da obra e sim os dramas familiares e reações ao acontecido. Claro que tem o mistério ainda assim… hahaha

      Espero que goste!

      Obrigada pelo comentário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave