Resenha: Os Doze- Justin Cronin

"Venha a mim"

0
6888

 

Em A Passagem, Justin Cronin nos apresentou um mundo pós- apocalíptico, onde uma experiência do governo dá muito errado e acaba soltando vários seres violentos, chamados de “Virais”. A narrativa informal e nada cronológica de Cronin, onde começamos a acompanhar as experiências e do nada já estamos um século a frente, deixou algumas questões mal resolvidas e Os Doze chega para aprofundar nesses detalhes.

**Atenção! Pode conter spoiler do primeiro volume a seguir. Se preferir, veja a resenha de A Passagem**

Seguindo a mesma narrativa de A Passagem, Os Doze se passa cinco anos após os acontecimentos do livro antecessor, também voltando no tempo para mostrar o desfecho de alguns personagens que não foram completamente explorados anteriormente. Amy, Peter e companhia estão agora a procura dos Doze, para acabar de vez com a conexão dos principais experimentos.

Nessa busca, muito do desenvolvimento pessoal de cada um é explorado, principalmente de Amy, uma mulher presa em corpo de criança que começa a sofrer mudanças e Alicia, que ainda está aprendendo a lidar com sua nova condição.

A força feminina é muito explorada nesse volume, senti que o time masculino ficou para segundo plano, quase um “elenco de apoio” e o grande foco foram as mulheres. Além de Amy e Alicia, Lila, que tem seu destino explorado aqui, Sara e alguns novos nomes femininos dominam -principalmente em atitudes- essa obra.

O autor não abandonou sua escrita peculiar, mantendo a controversa narrativa que tanto agrada quanto desagrada os leitores, tudo depende do gosto pessoal. Por isso, vale a pena dizer o óbvio e declarar que Os Doze irá agradar apenas aos que gostaram de A Passagem, pelo modo original como foi escrito.

Com muito mais ação, Os Doze dita o caminho para a conclusão da trilogia, que será feita em A Cidade dos Espelhos. Trazendo novamente personagens cativantes e elementos criativos, a obra se diferencia das outras de temática parecida e consegue prender o leitor nessa extensa leitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui