Resenha | Outlander – Ecos do Futuro – Diana Gabaldon

0
5610

O sétimo livro da série Outlander, Ecos do Futuro acaba de ser lançado pela editora Arqueiro dando continuidade à jornada de Jamie e Claire.

Mas diferente das edições anteriores, agora além do casal protagonista, temos mais três tramas que acontecem nesta história.

A nova aventura vai além dos mares, chegando a América, em um tempo conturbado que é a Revolução Americana, onde acompanhamos a jornada de William Ransom, o filho adotado de Lord John Grey. Enquanto isso, finalmente a autora nos brinda com uma história própria e cheia de dramas com o sobrinho de Jamie, Ian Murray. E para completar, Brianna e Roger tentam se adaptar a vida no século XX.

Este é um livro tenebroso, como sua capa mostra, principalmente com o rigoroso inverno, com Ian sendo confrontado com os acontecimentos do livro anterior. A história de Ian é entrelaçada a de Jamie e Claire e o personagem se torna tão cativante e vivo, que um livro apenas dele seria sem dúvida alguma interessante. Ainda dentro desta narrativa, temos Jamie tentando retornar com sua gráfica, mas como sempre, nada é tão simples na vida dos Fraser.

Enquanto isso, a trajetória de William é de um estado cômico ao dramático enquanto faz suas missões para o exército britânico. O personagem vai da ingenuidade de qualquer jovem cheio de sonhos a cair na realidade desta revolução, principalmente ao esbarrar com um outro personagem, que fará os leitores ficarem loucos com a situação de tanto roer as unhas.

E como pode-se perceber, Ecos do Futuro dá mais liberdade e espaço para os novos personagens. É a entrada de uma nova geração que faz jus aos acontecimentos e de tão bem criados, quase não sentimos falta dos mais antigos que tanto aprendemos a amar.

Outro ponto interessante neste livro, é a maneira como Diana Gabaldon utilizou para contar os eventos vividos por Jamie e Claire sem precisar se alongar demais nos capítulos, já que o próprio livro em si é um dos maiores já escritos.

Através de cartas, que Roger e Brianna encontram de Claire e Jamie, vamos entendendo tudo o que aconteceu no passado, e desta maneira a autora mantem a conexão entre as famílias que agora estão distantes em mais de 200 anos. O fascinante nisso tudo, é perceber que tanto Jamie quanto Claire, já estão mortos, mas praticamente vivos devido a narrativa dos fatos. É como assistir a um flashback.

O livro ainda possui personagens reais como Benedict Arnold, que foi um general durante a Revolução e caso não o conheça, não procure informações a respeito do mesmo para não tomar spoilers, e Benjamin Franklin, que além de famoso por suas experiências com a eletricidade, foi um dos principais nomes da Revolução Americana.

Outlander – Ecos do Futuro, mantém o seu estilo e cresce em sua narrativa, misturando mais ainda o suspense e as disputas de poder da ficção com a realidade histórica da época, elevando toda a emoção e fazendo os leitores ficarem muito mais absortos nesta nova aventura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui