Resenha: The Legend of Zelda- Ocarina of Time – Perfect Edition

0
5795

 

Quem conhece Legend Of Zelda sabe que seus jogos são complexos e com uma trama fascinante. No mercado desde 1986, é um dos maiores jogos de videogame e agora ganhou versões em mangás, publicadas pela Panini.

O game mais famoso é o Ocarina of Time, por isso foi a escolha da editora para iniciar as publicações em Perfect Edition. Já há a promessa de lançamento de todos os volumes, seguindo com Oracle of Seasons e Oracle of Ages, Majora’s Mask, A Link to the Past, The Minish Cap, Phantom Hourglass e Four Swords.

The Legend of Zelda – Ocarina of Time (Perfect Edition) reúne toda a história, que originalmente foi lançada em duas partes. Akira Himekawa faz um ótimo trabalho ao transportar essa trama para o mangá. Seguindo a premissa original, Himekawa utiliza de todos os elementos do game, inseridos em momentos mais romantizados, que conseguem manter a essência original e dar um sentido simples à obra.

Os traços são caricatos, mas possuem características únicas e certeiras. Quando adolescente, os desenhos do Link se tornam mais agressivos, dando uma força maior ao personagem. Perfeitamente representada, Hyrule e seus conhecidos habitantes proporcionam uma gostosa viagem ao leitor, bem fiel ao jogo da Nintendo.

The Legend of Zelda – Ocarina of Time (Perfect Edition) |Imagem: Panini

Mesmo aos que nunca tiveram contato com o jogo, The Legend of Zelda – Ocarina of Time (Perfect Edition) é uma boa pedida. Não há necessidade de conhecimento prévio para entender a trama e se divertir com essa leve e gostosa aventura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui