quarta-feira, 4, agosto, 2021

Resumo

Uzumaki se destaca como algo que pode valer seu tempo te fazendo continuamente se lembrar de momentos ou ideias de histórias pessoais que foram compostas de forma impressionante em sua vida ou de algum conhecido.

Resenha | Uzumaki: Spiral into Horror

O poder dos quadrinhos como elemento de trazer sentimentos, sejam eles de amor, ódio e terror, além de horrorizar usando elementos sobrenaturais é algo que poucos escritores conseguem realizar. É necessário um ritmo de execução para contar uma história, além disso, criar a repulsa algo difícil de se extrair através de imagens estáticas.

Olhando de uma forma cética, é apenas um desenho em uma página, que não traz aquela sensação de medo ou terror que os aficionados do gênero tendem a saborear em livros ou nas telas. E se isto não for bem feito, certas cenas de perseguição ou grito, tendem a parecer até cômicas. Certamente, uma história convincente sobre os efeitos da guerra em uma população civil pode aterrorizar, mas apenas porque é a humanidade que é o monstro e não uma criatura de nossa imaginação. Parece haver pouco espaço para o sobrenatural nos assustar em uma página bidimensional e imóvel.

Mas isto se distingue quando se trata de Uzumaki de Junji Ito, que possui uma compreensão do terror como nenhum outro. Sua obra é alucinante e leva o leitor a ver que a página do mangá pode de repente se desgrudar e o atacar em algum instante. Ito vai além de outros mestres do gênero, fazendo o leitor experimentar a expansão dos limites do que o meio é capaz.

Junji Ito para quem não o conhece, é considerado um mestre do terror japonês. Ele criou várias obras que foram elogiadas por sua representação do horror. Mas por mais inventivas que sejam suas histórias e por mais horríveis que se pareçam, se tivessem sido levadas para um filme, elas poderiam não ter o mesmo impacto. São como as obras de Stephen King, que são praticamente impossíveis de serem traduzidas nas telas do cinema ou do streaming.

Uzumaki, em japonês, significa “espiral”, daí o útil subtítulo em inglês do livro: Spiral into Horror e, ao longo desses três volumes, o leitor conhece uma cidade que está se tornando possuída pela ideia da espiral. O tema das espirais deixa sua marca em cada capítulo e de várias maneiras inventivas e assustadoras. Em um caso, o cabelo de uma garota assume uma vida espiralada e hipnótica própria. Em outro, um menino cria uma concha em espiral nas costas e gradualmente se torna um caracol. Uma cicatriz perfura a mente de uma garota. Outra garota se vê como o interesse amoroso de um tufão e por aí se segue.

O mangá começa como uma coleção de contos inter-relacionados, cada um explorando mais um aspecto da estranha conexão da cidade com espirais, mas gradualmente assume a forma de uma narrativa mais longa e interconectada. Não há muito no caminho do desenvolvimento do personagem porque, além da protagonista e seu namorado, que quer desesperadamente sair de Dodge, a maioria dos personagens não dura muito além do capítulo de sua introdução. Há muitas mortes em Uzumaki e então a história logo se torna a questão de como esse casal sobreviverá ao terror cada vez mais maníaco que está sendo visitado em sua cidade.

Como todas as histórias de terror, a crítica está mais do que explicita em suas páginas, ainda por Ito projetar os sofrimentos discretos de sua própria infância.

Uzumaki se destaca como algo que pode valer seu tempo te fazendo continuamente se lembrar de momentos ou ideias de histórias pessoais que foram compostas de forma impressionante em sua vida ou de algum conhecido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave