terça-feira, 24, novembro, 2020
Início Games Reviews Review | Bloodborne

Review | Bloodborne

Bloodborne é um jogo meio hack and slash, numa pegada RPG de ação e terror, desenvolvido pela From Software, mesma criadora da série Dark Souls, uma série que se caracteriza principalmente pela facilidade e simplicidade dos jogos #sqn. Esses jogos são extremamente desafiadores e requerem um tempo razoável para ficarem menos difíceis, porém jamais serão fáceis, mesmo para os jogadores mais experientes a morte ainda será uma ameaça em tempo integral.

Nos primeiros 20 minutos de jogo eu já estava totalmente viciado no estilo de gameplay, na dificuldade do jogo, na ambientação e nos gráficos. Comecei morrendo como se não houvesse amanhã, principalmente pelo fato de eu não ter jogado quase nada da série Souls antes, então era tudo novo pra mim. Bloodborne te transforma numa legítima mulher de malandro, quando mais ele te maltrata, mais você quer voltar pra ele, chega a ser uma situação meio masoquista. A dificuldade pode chegar a ser frustrante em alguns momentos, mas não desista, porque quando você consegue matar aquele boss que estava te fazendo de bitch, que coisa maravilhosa, é extremamente recompensador.

Review Bloodborne

Claro que o jogo não é perfeito, tem os seus defeitos como todos os outros, mas que são facilmente deixados de lado diante de tantas qualidade. Os loadings são demorados, eu não joguei o jogo logo no lançamento, mas houve um patch para reduzir o tempo, se agora é demorado eu imagino como era antes, ocorrem algumas quedas de framerate durante o jogo, mas sinceramente em partes bem específicas que não chegaram a comprometer o meu gameplay, a câmera é um outro problema, principalmente quando se enfrenta algum boss muito grande. O jeito mais fácil de enfrentar inimigos grandes é ficando perto de suas pernas, e quando a câmera está travada no alvo, prepare-se, ela fica doida, dá umas voltas, gira, rola, principalmente em espaços menores, mas também é tudo uma questão de costume, depois de um tempo você aprende a conviver com isso, mas tomar uma porrada que te faz perder metade da vida por causa da câmera, pode revoltar um pouco.

Review BloodborneO tempo de campanha pode variar muito de pessoa para pessoa, correr para terminar o jogo pode deixar as coisas mais difíceis, pois seu personagem não será de nível muito alto, e isso vai ser um adicional para matar os chefes e até mesmo inimigos mais fortes. Em Bloodborne você é extremamente vulnerável ao ataque dos inimigos, as coisas funcionam basicamente assim: enfrentando um inimigo tá tudo beleza. Dois inimigos, agora a por** ficou séria. Três inimigos, fu*** run for your life, então nunca é bom, se colocar em uma posição de muita desvantagem numérica. Acredito que umas 30 horas de campanha sejam um tempo razoável, mas eu demorei muito mais porque procurei explorar bastante o jogo, e como agora estou procurando platinar o jogo, ainda terei muitas horas pela frente.

Pra finalizar, na minha opinião, Bloodborne é compra OBRIGATÓRIA para quem possui um PS4, mesmo que esse tipo de jogo não seja o seu favorito, dê uma oportunidade, a chance de você acabar virando mais uma das mulheres de malandro é bem grande.

Para uma análise mais completa, assista ao vídeo:

Escrito porPedro Henrique

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Siga nossas redes sociais

6,974FãsCurtir
3,084SeguidoresSeguir
4,355SeguidoresSeguir

Gameplay de Cyberpunk 2077 para Xbox Series X/S é revelado

0
A CD PROJEKT RED lançou hoje o vídeo de gameplay rodando Cyberpunk 2077 no Xbox One X e no Xbox Series X.

The Walking Dead | Cena de momento íntimo causa nojo nos...

0
Cena de momento íntimo entre Negan e Alpha causou reações negativas nos fãs de The Walking Dead. Veja.
Review | Bloodborne 6

Um adeus a Merlin

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave