Ricardo Conti, preparador de elenco do especial de Natal da TV Globo, fala sobre sua trajetória

Após quatro anos retorna a TV Globo como preparador do Especial de Natal

0
4011

Em entrevista ao site Thunder Wave, Ricardo Conti conta como iniciou sua trajetória e ressalta que foi no teatro onde tudo começou. Com 24 anos de carreira e inúmeros talentos – ator, diretor, entre outros – sua paixão é a arte e principalmente, ser preparador. Ricardo carrega uma bagagem de muitos anos nessa profissão.  Na entrevista abaixo, você irá conhecer mais sobre seu trabalho, sua trajetória e muito mais.

Ricardo Conti fala sobre sua trajetória em entrevista exclusiva | Imagem: Divulgação)
Ricardo Conti fala sobre sua trajetória em entrevista exclusiva | Imagem: Divulgação)

Ricardo começou como aluno no Teatro Tablado. Seu primo, que era ator, foi quem falou para Ricardo que ele seria ator algum dia, e que conseguiria uma vaga para ele no Tablado. Conti nos conta que nunca planejou ser ator até porque era muito tímido e devido a uma grande perda pessoal, encontrou no teatro uma nova forma de ver as coisas e agarrou essa oportunidade que lhe guardará um futuro promissor e brilhante.

“O Tablado virou minha família, minha casa. Ali fiz grandes amigos, relações que permaneceram não só na minha vida como relações profissionais, frutos do teatro.”

Posteriormente, foi convidado para dar aula como assistente pelo Professor João Brandão no Teatro Tablado. Ricardo e Leandro Hassum, que é um grande amigo seu, montaram um curso no Teatro Miguel Falabella e com isso viajaram dando aula e foi uma experiência maravilhosa. Por ser tímido, foi uma experiência surpreendente para ele, amigos e família. O teatro tem esse poder na transformação das pessoas, de envolvimento pessoal. E como professor existe a descontração com os alunos, mas ainda assim preserva sua timidez.

Morou em Portugal por sete anos e durante esse tempo, Conti estudou e se dedicou ao audiovisual e pôde perceber o quanto a cultura brasileira é presente no exterior. Segundo ele, os maiores desafios de trabalhar com a arte no Brasil são de cunho político, sociais, falta incentivo a arte e, além disso, valorizar a nossa cultura já que somos grandes produtores de cinema e novelas de qualidade que são comercializadas no mundo todo. Não obstante, temos a Netflix adentrando no Brasil querendo produzir cada vez mais conteúdo brasileiro como Sintonia e Coisa Mais Linda. Vale ressaltar que é necessário mais incentivo e fomento em arte e cultura, para que a arte vá para as ruas.

“Eu sou muito otimista. Eu acho que estamos passando por um momento para chegar num lugar ainda melhor.”

De volta ao Brasil, recebeu o convite da Rede Globo para ser pesquisador de elenco, onde desempenhou a função de caça talentos, uma espécie de olheiro que tenta identificar um possível talento promissor para determinados trabalhos em desenvolvimento. Após dois anos, como pesquisador, Conti, decidiu dedicar-se aos seus projetos pessoais. Fora da Globo, montou seu próprio estúdio e a pedido de atores que o conheceram na TV e no Cinema começou a desenvolver Workshops para ajudar a moldar, lapidar esses futuros atores e atrizes que buscam se desenvolver. 

Mas antes de preparar esses profissionais, Conti atuou em Vestido Para Casar, com Leandro Hassum e Fernanda Rodrigues e direção de Paulo Aragão Neto, e Área Q, com Murilo Rosa e direção de Gerson Sanginitto. Também participou de Malhação e Sitio do Pica-Pau Amarelo que agregou mais conhecimento e repertorio ao também roteirista e diretor.

Durante a entrevista Ricardo nos contou que é uma sensação incrível trabalhar com crianças. Ressalta a diferença em trabalhar com os pequenos e os adultos. Para ele, a criança é mais espontânea e tem uma pureza muito evidente que o ajuda na hora de interpretar o personagem. Porém, a maturidade e a bagagem de conhecimento e experiências que um ator adulto carrega também são características que dão base para a interpretação dele.

Um dos trabalhos mais marcantes em sua carreira é o Natal Luz em Gramado que foi um trabalho maravilhoso devido à grandiosidade do evento. Morou em Canela durante sete meses enquanto atuava na direção do espetáculo e era o responsável pelo elenco. E isso foi possível graças a sua ousadia em se oferecer em 2016 ao diretor artístico do evento, foi convidado no ano seguinte a participar. E foi essa experiência que serviu de suporte para o seu mais novo projeto na Rede Globo, o Especial de Natal que estreia no dia 25 de Dezembro.

À convite da diretora Maria de Médici, retorna a emissora após quatro anos fora. Lembrando que esse retorno é muito especial para Ricardo Conti, que volta como preparador de elenco, numa função ao qual sempre almejou. Ressalta também o quão importante é, pois trabalha com um elenco majoritariamente negro e infantil e com muita representatividade feminina. No elenco temos a presença de Camila Pitanga, que frequentou o Tablado com Conti em 1992 e para ele é sempre bom vê-la e não apenas isso, ele admira a grande profissional e a mulher que ela é. Outros atores como Milton Gonçalves, Zezé Motta, Francisco Cuoco e outros grandes nomes fazem parte do elenco.

Por fim, Conti aconselha os futuros atores e atrizes que estudem que se preparem e ressalta a distinção entre ser ator, artista e a busca por fama. Às vezes, quando conversa com as pessoas que o procuram, ele se depara com esse desejo delas quererem ser famosas. Para ser ator, é necessário ler muito, estudar muito, fazer teatro, se especializar, ter referencia e junto a isso a experiência de vida. É importante buscar se desenvolver em outras áreas, pois ajuda na composição dessa pessoa. Mas independente do sonho que a pessoa tenha, buscar realizar-se é sempre bom e acreditar que a estrela ira brilhar.

“A experiência de vida é a bagagem que a gente precisa para representar nossos papéis.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui