quinta-feira, 21, outubro, 2021

Crítica: O Sétimo Filho

O Sétimo Filho (Seventh Son) é famoso tipo de filme que agrada aos que conseguem ignorar a repetição de enredo. Passado na época Medieval, com um herói que não era ninguém e se transforma na salvação de seu mundo, a obra vira um clichê, mas consegue agradar com suas lutas de espada, atores conhecidos e efeitos especiais.

Adaptado do livro O Aprendiz, primeiro volume de uma saga de 13 livros chamada As Aventuras do Caça-Feitiço, de Joseph Delaney, o longa começa acompanhando o caça-Feitiços Mestre Gregory (Jeff Bridges), um cavaleiro que ganha a vida ao enfrentar criaturas sobrenaturais. Gregory tem uma longa história com a bruxa Mãe Malkin (Julianne Moore), que acaba de retornar após anos presa e planeja acabar com o mundo. Com a morte do companheiro de Gregory, o mesmo precisa recrutar às pressas um substituto, o que acaba levando-o a encontrar o jovem Tom Ward (Ben Barnes).

Seventh Son
O Sétimo Filho | Imagem: Universal Pictures

O Sétimo Filho é mais uma adaptação que peca muito na fidelidade com a obra literária. Muitas coisas foram mudadas em relação à saga, lembrando bastante o trabalho que fizeram com Percy Jackson, onde mudaram tanto da história dos livros que acabou tendo só os nomes e situação principal do personagem principal em comum. Assim como o mencionado Percy Jackson, O Sétimo Filho pode funcionar como um filme isolado, aos que não leram  e consigam se entreter com o longa.

O Sétimo Filho Julianne Moore
Julianne Moore em O Sétimo Filho | Imagem: Universal Pictures

O Elenco de peso foi apenas um chamativo, sem conseguir se destacar muito. Quando inseridos no contexto acabaram se misturando aos chicles do personagens e perdendo o brilho. Jeff acabou caindo no mesmo papel que sempre vemos dele, sendo o famoso valentão que fala grosso, com o diferencial de estar usando uma prótese dentária muito estranha que o impediu de falar corretamente, ficando quase impossível de entender suas falas e atrapalhando muito seu papel. Ben Barnes acaba não convencendo muito, não por culpa se sua atuação, mas por ter que viver um menino que sai tendo zero habilidades (fato que é apontado logo em sua primeira aparição) e vira um caçador com quase nenhum treinamento. Por outro lado, Julianne Moore agradou, mesmo estando longe de seus papéis que lhe garantem um Oscar, foi interessante vê-la em um personagem tão diferente, entregando tão bem uma vilã.

O filme sofreu vários adiamentos e problemas na produção, temos a impressão que esses problemas acabaram resultando em um roteiro apressado, que poderia ter sido muito bom se tivesse melhor desenvolvido. A produção talvez funcione bem como uma aventura medieval comum para passar o tempo, mas não como uma obra baseada em uma saga de sucesso, que tem como maior objetivo agradar aos fãs da mesma.

Veja a ficha técnica e elenco completo de O Sétimo Filho 

Quer comentar sobre as produções com pessoas que possuem o mesmo interesse? Entre no nosso grupo do facebook e comece a discussão!

Nota do Thunder Wave
Com uma trama já muito utilizada e pecando na fidelidade em relação ao livro, O Sétimo Filho acaba ficando muito básico e repetitivo.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,960SeguidoresSeguir
4,239SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave