A pauta ESG é um assunto que tem sido palco de diversos debates. E por ser um tema extremamente relevante, países têm adotado medidas para contribuir com a preservação do meio ambiente e isso tem afetado muitas empresas que procuram ser mais sustentáveis em sua cadeia produtiva. É um tema difícil e precisa de muito espaço para discussão. Enquanto empresas automobilísticas estudam a possibilidade de produzir veículos híbridos visando reduzir a poluição, empresas como a Funko Pop! vai descartar 30 milhões de bonecos. Mas o problema não é só sustentável, é social também.

Se 2021 foi o ano de ouro para a empresa, o ano seguinte foi caracterizado pela redução nas vendas e altos gastos. Em 2022, a empresa gastou US$ 246,4 milhões apenas com o estoque dos bonecos, são 48% a mais do que no ano anterior. É preciso lembrar que o mundo inteiro enfrentou um vírus que impactou não só a saúde, mas a economia de muitos países sofreram com as medidas protetivas durante a pandemia. É natural que muita gente escolha como vai investir o seu dinheiro e convenhamos, um boneco Funko não é um item tão barato assim.

Descartes e demissões

Com o intuito de redução de gastos, um valor estimado entre US$ 30 milhões e US$ 36 milhões em bonecos será descartado com o objetivo de reduzir os custos de atendimento e gerenciar os níveis de estoque para alinhar com a capacidade operacional do centro de distribuição. As informações foram divulgadas pela empresa no relatório de ganhos do último quarto de 2022. Em uma ligação com investidores, o CEO Brian Mariotti teria dito que o centro de distribuição do Arizona já estava lotado e que foi preciso alugar contêineres de armazenamento para suprir o estoque. Os executivos da Funko também anunciaram que cortariam 10% da força de trabalho como mais uma medida de corte de custos.

Maiores lucros a cada balanço, valorização das ações, altas demandas ou empresas em expansão, essas eram alguns dos motivos para contratar novos funcionários. Desde o segundo semestre do ano anterior, muitas empresas como Google, Amazon, iFood e entre outras, de diversos segmentos, tem demitido boa parte de seus funcionários. Em grande maioria, a razão é por questões econômicas. 

Foi noticiado em maio de 2022, por exemplo, que a empresa Tec Toy, maior fabricante brasileira de brinquedos eletrônicos no início dos anos 90, decidiu fechar sua fábrica em Cotia, na Grande São Paulo, e demitiu mais de 200 funcionários pouco mais de dois anos após sua inauguração. A empresa que teve entre seus produtos mais vendidos o jogo Pense Bem, o videogame Atari e a Estrelinha Mágica, tem sua sede em Manaus (AM).

Os últimos anos foram desafiadores e a Tec Toy S.A., buscando constante evolução e melhoria para aqueles que de alguma forma se relacionam com a empresa, definiu recentemente sua reestruturação societária e manutenção exclusiva da unidade fabril de Manaus, encerrando assim, as atividades fabris no Estado de São Paulo.

Nota divulgada pelo presidente da TecToy, Valdeni Rodrigues

Já é de conhecimento mundial que quase todo lixo produzido acabam parando nos mares e pode se ver de tudo como garrafinha pet, bola de vôlei e bonecas, isso mesmo. Bonecas. Pesquisadores da Mission-Aransas National Estuarine Research Reserve encontraram dezenas de bonecas (e várias partes de seus corpos de brinquedo) enquanto pesquisavam um trecho litorâneo de 65 km entre as ilhas Padre e Matagorda, no sudeste do Texas, conforme descreve a Smithsonian Magazine. De acordo com a pesquisa, foi descoberto que as praias do Texas recebem 10 vezes mais lixo que as de outros Estados do centro-norte americano que ficam ao longo do Golfo do México.

Sustentabilidade | 30 milhões em Funko Pops serão jogados no lixo 1
Pesquisadores têm encontrado bonecas e partes de corpos de bonecas na costa do Texas, onde as correntes oceânicas empurram detritos para a praia — Foto: Pam Simon / Pixabay – Reprodução Um Só Planeta

Mas o fã, o que pensa sobre isso?

Conversamos com o Erik Rodrigues, jornalista e social media de um site, e paralelamente, produz conteúdo sobre entretenimento nas próprias redes sociais. Acompanhando as postagens dele, pode-se perceber o carinho que ele tem pelos Funkos que coleciona há cerca de sete anos. Ele contou que odiava os “bonecos cabeçudos” antes, mas depois que ganhou um, não conseguiu largar mais. Hoje seu acervo conta com aproximadamente 600 exemplares.

Para ele, a notícia do descarte dos produtos é muito triste, pois “ver uma empresa como a Funko (que sempre se disse ser familiar) trilhar caminhos tão perversos quando o assunto é descarte inconsciente de materiais impróprios. Imagino que tal ocorrido poderia ter sido evitado, mas como quase toda grande empresa, o meio ambiente é sempre a última questão a ser pautada. Um fato muito triste, mas que infelizmente é algo ‘comum’ nos dias de hoje”.

Os produtos podem ser encontrados a partir de US$ 3 até modelos de colecionador que custam em torno de US$ 4 mil. No Brasil, os modelos mais comuns são geralmente vendidos entre R$ 50,00 e R$ 200,00. No entanto, o preço de um boneco POP varia dependendo de sua raridade, de quão novo o modelo é no mercado e também de quantas unidades do modelo foram fabricadas pela Funko.

Hoje em dia estou bem mais tranquilo em relação a isso, pois já tenho os itens que são raros, pois comecei a colecionar já a um bom tempo.

Erik Rodrigues.

Erik conta que não tem um valor específico para gastos com Funko Pop por mês, pois ele é bem seletivo devido a sua coleção ser focada em personagens Disney e filmes. Então, se o mês tem vários lançamentos dentro do gênero que ele coleciona, o gasto é maior. Em outros, se os lançamentos são menores ou se não há nada que seja pertinente a sua coleção, o gasto é menor.  Em média, o gasto gira em torno de R$ 200,00 a R$ 300,00 reais por mês com a coleção. Porém, há aqueles casos em que o Funko Pop tem um valor exorbitante… como faz para adquirir? Para ele, a solução é pesquisar em sites americanos como eBay e dar lances em leilões, saindo bem mais em conta e assim conseguindo as peças mais raras.

Sustentabilidade | 30 milhões em Funko Pops serão jogados no lixo 2
Erik Rodrigues e alguns de seus bonecos / Reprodução Acervo pessoal – Instagram

Vale a pena importar?

Depende. Uma possibilidade mais em conta é pedir para algum amigo ou parente trazer os bonecos do exterior, já que lá fora, como nos Estados Unidos, eles podem ser encontrados a partir de dez dólares, dependendo do modelo e da raridade. Outra opção é comprar na Amazon.com, pois a loja já adiciona o valor das taxas na hora da compra, fazendo com que você já saiba o quanto irá pagar no total. O frete pode ser um pouco mais caro do que em outras lojas internacionais, mas o prazo de entrega costuma valer a pena.

Devido às altas taxas de importação, Erik costuma recorrer a vendedores que já fazem essa parte mais complicada. “Sempre encomendo de vendedores confiáveis, pois por mais que seja um valor um pouco mais alto, compensa para evitar dor de cabeça e frustrações. Colecionar é meu ponto de paz, por isso prefiro me abster dessas complicações para não transformar meu hobbies em um pesadelo”. O jornalista ainda aconselha, para quem quer colecionar Funko Pop com valores mais atrativos, a ficar de olho em lojas, sites e afins que sempre estão fazendo promoções. Além disso, existem grupos de colecionadores nas redes sociais que contam com vendedores confiáveis e com valores bem mais atrativos, pois trabalham em casa e não precisam pagar funcionários, espaço de loja e etc, o que acaba deixando o valor final mais convidativo.

Questionamentos

A Funko Pop! pegou a todos de surpresa e muitos são os questionamentos. Por que não baratear os produtos que ficaram empacados no estoque? Ao invés de jogar todo esse volume no lixo de forma inconsciente, porque não doar para orfanatos? No final, o prejuízo vai continuar existindo, mas se fosse feita uma doação, o resultado seria menos desastroso do que descartar no aterro.

 “A Funko sabe que errou e vai tentar ‘arrumar’ essa questão a todo custo, já que ela veio a público e se espalhou rapidamente. Porém, imagino eu que a própria indústria não deva sofrer grandes alterações com essa questão, já que muitas empresas fazem isso há um bom tempo escondidas e até hoje estão na ativa. O ideal seria cada empresa ter consciência de seus próprios atos”, conclui Erik.

Sustentabilidade | 30 milhões em Funko Pops serão jogados no lixo 3
Foto: Marco Verch/Ccnull.de


2 COMENTÁRIOS

  1. Seria bom se o preços baixasse, assim ficaria melhor de adquirir o seu funko. Eu tenho 3 , os comprei de $60,00 reais. Depois disso nunca mais, os preços ficaram abusivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui