Neil Druckmann, criador da franquia The Last of Us, está revisitando sua própria criação ao roteirizar, ao lado de Craig Mazin a produção serializada da HBO Max.

Em visita ao Brasil, para divulgação da série ao lado do elenco e do próprio Mazin, Druckmann falou sobre o processo de criação do primeiro The Last of Us, iniciado há mais de dez ano, em entrevista.

“Comecei a pensar sobre este jogo e todas essas coisas são uma colaboração massiva. Estava prestes a ter meu primeiro filho e tinha todos esses medos sobre ser pai e refleti muito sobre meus pais e os sacrifícios que eles fizeram por mim e quanto eles sacrificaram suas próprias vidas por seus filhos. E isso foi muito de The Last of Us, tão pessoal para mim porque é uma exploração que eu gosto, sobre o quão longe acho que iria pelos meus filhos.” “acabou que vou bem longe”- brinca Neil.

Veja também: The Last of Us | Tudo sobre o jogo e sua adaptação para a HBO

Ele complementa falando sobre o enredo do jogo e a mensagem principal: “A parte mais importante da história é que nós temos todos esses relacionamentos. Com as histórias, é sobre ir de um meio para outro, essa é a parte importante a ser mantida.”

The Last of Us foi criado pela Naughty Dog para a PlayStation, lançado originalmente em 2013. A trama gira em torno de Joel e Ellie, uma dupla que se conecta através da dificuldade do mundo em que vivem, e são forçados a passar por circunstâncias brutais e enfrentar monstros impiedosos em uma jornada pelos Estados Unidos após um surto apocalíptico.

Veja também: Procura-Se | Camila e Klebber contam um pouco dos bastidores da adaptação baseado na obra de Carina Rissi

A série de The Last of Us traz Pedro Pascal como Joel e Bella Ramsey como Ellie e estreia dia 15 de janeiro na HBO Max.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui