Muito ainda se fala sobre a série 13 Reasons Why e diversas reportagens tem saído a respeito de tão impactante que a série se mostra ao tratar de assuntos recorrentes na atualidade, como o bullying, assédio e violência sexual contra a mulher, depressão na adolescência e suicídio. Recentemente, noticiamos algo de utilidade pública, sobre o Centro de Valorização da Vida, o CVV, que teve seus números de pedido de ajuda dobrados, desde a estreia da série.

Algumas polêmicas também rondam o seriado, que que vão desde a planejamentos de boicote na Paraíba, região nordeste do Brasil ao Canadá e Nova Zelândia, onde o produto fora proibido por conter cenas fortes. O fato é que cercado de críticas ou de elogios, o seriado é sucesso e não deixa de ser uma produção incrível. E se você ainda NÃO assistiu a série, o Thunder te dá 13 MOTIVOS PARA NÃO DEIXAR DE ASSISTIR ’13 REASONS’.

1. A série é atual

Não por se passar na atualidade, mas atual por tratar de temas atuais, de forma que o jovem vá entender e se identificar, muitas das vezes, como o agressor – aquele serumaninho que insiste zoar o amiguinho só porque ele se porta diferente de você.

2. A trilha sonora é maravilhosa

Para ser mais exato, é um show à parte. Tem The Cure, Joy Divison, The Moth & The Flame, tem Selena Gomez, Vance Joy… aliás, aquela música que toca no final do último episódio, que incrível. Dá uma sensação de despedida, mas com um breve retorno. Isso foi um baita truque na manga, hein.

3. A série foi produzida por Selena Gomez

Bastidores: Selena Gomez com parte do elenco no set de gravação | Foto/Reprodução: Netflix

Exatamente isso! Quem curte o trabalho de atuação e musical da eterna Alex Russo, da série Os Feiticeiros de Waverly Place, da Disney, com certeza vai curtir essa nova vertente de Selena, que durante as gravações da série, encontrava-se em turnê mas sempre dava um jeitinho de saber sobre o que rolava nos bastidores, inclusive, conhecia muito sobre o elenco.

4. Temos um personagem gay que “de gay, não tem nada”

O ator Chris Navarro, o Tony de ’13 Reasons Why’ | Foto/Reprodução: Netflix

Na série, o ator Chris Navarro interpreta Tony, um adolescente gay que foge de qualquer estereótipo/arquétipo ligados aos gays de uma produção cinematográfica, por exemplo. Tony é forte, bruto, decidido, tem estilo, dirige um Mustang, gosta de rock, é mecânico (trabalha na oficina do pai) e mesmo assim, tem tempo de não deixar o cabelo despentear e ainda arranja um tempinho para ser fofo, quando recebe de seu namorado, na trama, um abraço carinhoso.

5. Os atletas e as líderes de torcida de nada servem de inspiração

Muito se vê em filmes ambientados nas escolas de ensino médio, alguns atletas e líderes de torcidas que são venerados por outros alunos. Em Glee, por exemplo, vemos Quinn (Dianna Agron), Santana (Naya Rivera) e Brittany (Heather Morris) desfilando pelos corredores da escola com seus respectivos uniformes e causando inveja em muitas meninas. Em 13 Reasons Why, as principais líderes de torcida juntamente com os atletas, são problemáticos e tão humanos como qualquer aluno da escola. Isso aproxima qualquer pessoa da realidade das personagens, como quem diz, “qualquer pessoa pode ser um atleta e uma líder de torcida numa escola de ensino médio”.

6.  Nostalgia

Dylan Minnette (Clay Jensen) em ’13 Reasons Why’ | Foto/Reprodução: Netflix

Mesmo sendo uma série atual, há uma nostalgia por trás de toda a trama. E não estou me referindo aos flashbacks que insistem, a todo momento, rondar os pensamentos de Clay (Dylan Minnette) durante suas escutas as treze fitas. Mesmo na era da informática e todos os alunos ostentando iPhones, Hannah (Katherine Langford) não poderia ter encontrado forma melhor para revelar seus treze motivos. O uso de aparelhos, desses que eram próprios para a reprodução de fitas cassetes, os figurinos dos atores, o cinema da cidade, a farmácia dos pais de Hannah…

7. A série não poupa o espectador de nenhum detalhe

Durante suas revelações, cada uma das fitas é direcionada a uma pessoa específica que levou Hannah a cometer suicídio. A narração da personagem sobre os fatos, deixa o espectador um tanto enraivecido por aquele determinado personagem. Hannah não se priva de detalhe algum, por mais que a câmera não mostre, sobre seus acontecimentos. Dá uma dorzinha no coração, viu?

8. Inspiração do autor

Já sabemos que a série é derivada do livro homônimo de Jay Asher e por mais que a história seja considerada ficção, para compor a história de Hannah, o autor se inspirou em uma menina que Jay conheceu e que tentou suicídio. Clay é baseado em sua personalidade quando jovem. O autor ouviu ainda, alguns relatos de sua esposa e algumas amigas, para deixar a trama o mais feminina possível.

9. Por pouco, Selena Gomez não foi Hannah Baker

Em uma entrevista, a cantora (e produtora da série), revelou que se apaixonou pelo livro quando o ganhou de presente e naquele momento, decidiu interpretar Hannah Baker numa adaptação, a fim de “alavancar” sua carreira para se desfazer de personagens ligadas a Disney. Essa ideia amadureceu e Selena optou por produzir a série, apenas, por entender de que não valeria a pena ser Hannah Baker.

10. Tem brasileiro na série!

Henry Zaga durante uma das cenas em ’13 Reasons Why’ | Foto/Reprodução: Netflix

Sabe o namorado de Tony, que é visto com ele tomando um café e em seguida, dando um abraço mega fofo nele? Pois bem, é o ator Henrique Gonzaga, que atende por seu nome artístico de Henry Zaga. Na série, ele interpreta Brad, mas não é a primeira vez que Henry se aventura pelo universo das séries. Antes de 13 Reasons, Henry participou de Teen Wolf e Os Mistérios de Laura.

11. MIGOS! <3

A gente contou que Selena se envolveu real com o elenco da série, que mesmo à distância por causa da turnê, ela sabia quem era quem e se mostrou interessada neles. Ao final das gravações, Selena conseguiu um espacinho em sua agenda de shows e tietou o elenco. Eles até tatuaram o sinal gráfico ponto e vírgula juntos, que representa o símbolo de luta contra o suicídio.

12. A personagem que é a melhor pessoa da vida!

Sosie Bacon como Skye Mille, em ’13 Reasons Why’ | Foto/Reprodução: Netflix

Estou falando de Skye Miller, interpretada pela atriz Sosie Bacon, filha do renomado ator Kevin Bacon. Infelizmente, na série, Skye não aparece muito mas toda vez que surge em uma cena, é para nos encher de orgulho: se mostra uma amiga legal, é verdadeira quando precisa ser – porque é daquelas que samba na sua cara dizendo umas verdades -, é descolada, já tentou suicídio e não se orgulha disso, trabalha no café, é gótica e ainda é bruxa! Tinha tudo para ser um motivo, mas o “óbvio demais” acabou saindo pela culatra. E a gente ama, é claro.

13. VAI TER TEMPORADA 2 SIM!

Precisa falar mais alguma coisa? Só sentir e desejar MUITO que 2018 chegue logo.

E enquanto a segunda temporada não chega, você pode assistir a primeira a qualquer momento, lá na Netflix. Aproveita que hoje é sexta-feira e vai maratonar logo essa série que embora seja triste, nos dá um banho de realidade sobre o que infelizmente acontece com muitos ao nosso redor. E acima de tudo, #nãosejaumporque.




Compartilhar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Please enter your name here