segunda-feira, 18, outubro, 2021

Crítica: Tomb Raider- A Origem

Filmes adaptados de jogos de vídeo game geralmente geram muitas controvérsias, na sua maioria por não ser fiel à história original.

Tomb Raider: A Origem é uma produção que chega para remediar esse problema, sendo extremamente fiel ao conhecido jogo. O filme chega com a proposta de ser uma espécie de reboot da franquia. Para isso, adapta o novo game, lançado em 2013, apresentando uma Lara Croft (Alicia Vikander) mais jovem e inexperiente, que ainda irá descobrir as habilidades de sua família.

Crítica: Tomb Raider- A Origem 1
Tomb Raider A Origem | Imagem: Warner Bros.

Após o desaparecimento de seu pai (Dominic West), Lara se recusa a assumir as empresas e dar seu pai como morto, precisando se virar sozinha para sobreviver. Porém, quando finalmente recebe um item que de herança que indica que há mais a ser explorado, a jovem parte em sua busca.

O roteiro investe muito mais na inteligência da personagem, reforçando constantemente seus talentos para desvendar enigmas e sair de situações complicadas, mas nem sempre tendo tanto sucesso quando é necessário o uso da força.

Alicia entrega bem esse lado da personagem, apresentando uma interessante versão mais contida, sem deixar de lado a conhecida malícia de Lara. Sua atuação deixa claro que há um interesse em continuar a franquia cinematográfica, investindo em uma evolução gradual da protagonista.

Tomb Raider A Origem
Tomb Raider A Origem | Imagem: Warner Bros.

O restante do elenco não fica de fora. Mesmo com um foco enorme na protagonista, Tomb Raider: A Origem abre espaço para outros talentos, principalmente o quase vilão interpretado por Walton Goggins, que entrega muito bem seu papel como um personagem aterrorizante.

Para iniciar essa nova fase, a produção não investe apenas na fidelidade com a história do jogo, que possuí apenas mudanças básicas e necessárias para o roteiro, ela investe também em um visual que remete aos gráficos do game. Entre cenas que fazem homenagem ao jogo, das quais dão ao espectador a impressão de estar realmente jogando, e pequenos elementos cheios de referências, Tomb Raider: A Origem é um grande fan service.

Tomb Raider A Origem
Tomb Raider A Origem | Imagem: Warner Bros.

Há algumas ressalvas na trama, com informações que ficam no ar e momentos que são encaixados apenas para ajudar nas citadas referências. Ainda assim, o filme é um começo promissor para a nova fase da personagem no cinema. Deixando espaço para continuação, o longa mostra que é ambicioso e que a empresa pretende tentar agradar aos fãs do jogo também nas próximas produções.

Nota do Thunder Wave
Fiel ao jogo, o filme investe em referências e momentos para agradar aos fãs.

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Instagram

Bombando

Mais vistos da semana

Siga Nossas Redes

Tem conteúdo exclusivo por lá
6,914FãsCurtir
2,959SeguidoresSeguir
4,239SeguidoresSeguir

Recentes

Conteúdo fresquinho

Thunder Fic's

Tudo sobre roteiro
pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave