quarta-feira, 27, outubro, 2021

Universitários criam jogos digitais para ajudar a desenvolver a cognição de crianças com autismo

- Advertisement -

Com a proposta de mostrar a dificuldade e a necessidade de inclusão de pessoas autistas na sociedade, alunos dos cursos de Engenharia e Jogos Digitais da Universidade Veiga de Almeida (UVA) desenvolveram quatro games virtuais para crianças e adolescentes, disponíveis na plataforma Itch.io. Os jogos trabalham os diferentes níveis de autismo e ajudam a desconstruir estereótipos com atividades simples.

Por meio de cores vibrantes, dinâmicas simples e problemas do dia a dia, os games mostram como auxiliar uma pessoa com autismo no cotidiano e qual a melhor forma de agir em determinadas ocasiões. “Os jogos podem ajudar a melhorar o comportamento quando eles encaram uma entrevista de emprego e estão dentro de uma escola, por exemplo, para que se sintam valorizados e úteis na sociedade”, destaca Thiago Gabriel, professor de Jogos Digitais e mediador do Laboratório de Robótica da UVA .

Desenvolvido pelo estudante Yan Gabriel TellesA Grande Aventura de Ronaldo mostra, em três fases, as dificuldades e a visão de mundo de pessoas autistas. Cada nível representa um medo: toque, barulho e autoridade. Ao vencer os desafios, o jogador cria mecanismos para permanecer calmo em situações de perigo. Se o usuário não consegue derrotar um dos problemas, o game recomeça para que ele tenha mais chances de vencer.

O jogo não tem um “game over” para estimular os jogadores, e a energia é recuperada por meio de um balde d’água. Telles usou a plataforma RPG Maker para criar o jogo e pediu para amigos autistas testarem. Os jogadores com autismo de nível leve podem jogar sozinhos, e os com níveis mais altos podem precisar de um adulto para auxiliá-los.

Em uma única fase, o Memory Game estimula a memória dos jogadores por meio de 18 cartas coloridas com imagens. O usuário tem poucos segundos para ver as combinações dos elementos e depois selecionar os pares corretos. Os alunos Lucas Moura Silva, Pedro Vinícius e Kai Paiva desenvolveram o game para causar sentimentos positivos nos autistas por meio das cores e da diversão. Com classificação indicativa de cinco a dez anos, o game não necessita de auxílio de um responsável para jogar.

Já o jogo Guardião Enri aborda a dificuldade de crianças autistas em fazer amizade e os preconceitos enfrentados na escola. Os alunos Daniel Porto, Bernardo Barcelos e Juliana Gomes desenvolveram quatro fases para conscientizar sobre bullying e mostrar a importância de conversar com os professores. Nas duas últimas fases, o usuário sempre perde o jogo e aparece uma mensagem que só é possível passar de etapa se pedir ajuda de um responsável. Voltado a crianças de cinco a sete anos, o jogo está disponível para computador e foi desenvolvido com os programas Illustrator e Construct.

Baseado em referências das culturas oriental e ocidental, o jogo Pequeno Mundo de Rai mostra o lado sentimental de crianças com autismo e de que forma elas enxergam o mundo. Desenvolvido pelos alunos Arthur Dias, Carlos Magno e Felipe Cipriano, o game é baseado em um sonho do personagem principal que precisa passar por diferentes mundos para resgatar a namorada. A proposta do jogo é mostrar que os autistas podem exercer diversas atividades e que não são limitados. Para passar de fase, basta andar pelo ambiente, coletar algumas moedas e entrar nos portais. Com fases ambientadas na obra Uma noite estrelada, de Van Gogh, as cores vibrantes despertam sentimentos nos jogadores autistas. O jogo também foi desenvolvido na plataforma Construct e é indicado para adolescentes de 14 anos.

O Nerd Social é uma iniciativa do Lugar Nenhum.

Cronos
Rei dos titãs e o grande deus do tempo! Como o Titã, Alan Uemura devora tudo relacionado ao universo nerd em qualquer lugar do tempo e do espaço! Allons-Y!!!

Artigos Relacionados

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

Seja Social

Seja social também no Instagram

Siga no Instagram

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave