terça-feira, 27, julho, 2021

Resumo

Repleto de acontecimentos fortes e momentos triste, Escrito com o Sangue do Meu Próprio Coração faz justo ao título e deixa um enorme gancho para provocar a ansiedade dos fãs que já esperam os volumes finais da saga.

Resenha | Outlander- Escrito Com Sangue do Meu Próprio Coração- Diana Gabaldon

Oitavo volume da série Outlander, Escrito com o Sangue do Meu Próprio Coração brinca com as emoções dos leitores e não tem medo de mostrar fortes acontecimentos.

***Atenção! Não continue a leitura se não leu os primeiros volumes da série, pode conter Spoilers.***

Em Ecos do Futuro, Diana Gabaldon mudou a maneira como escreve a saga, aumentando o foco em personagens que já eram importantes, mas pouco explorados, a partir desse volume, eles passaram a ter capítulos narrados exclusivamente por suas aventuras. William e Lorde John Grey têm suas vidas descritas quando estão separados do núcleo principal, enquanto Briana e Roger também passam por novas narrativas já que estão separados de Jamie e Claire, desde que foram para o futuro, em 1980.

Esse formato permanece em Escrito com o Sangue do Meu Próprio Coração, que começa religiosamente de onde seu antecessor terminou. Lidando com os acontecimentos da falsa morte de Jamie e com Roger de volta ao passado para resgatar Jemmy, o livro se inicia no meio da ação, apenas resolvendo o que já foi proposto anteriormente.

Em meio às batalhas, os leitores acompanham momentos de tensão ao redor de toda a família Fraser, que neste volume sofre quase igualmente em pesados acontecimentos. Entre mortes, feridos, doentes, tiros, fogos, separações e reencontros, a autora leva os fãs a sofrer junto com os personagens, escrevendo cada momento de uma maneira tão cruelmente descritiva, que chega a tocar quem está lendo.

Veja também: Resenha | Outlander- Ecos do Futuro

Agora com mais personagens íntimos, o sentimento de imersão se torna maior, não é apenas o casal principal e seus entes queridos que causam um nó na garganta quando algo ruim está prestes a acontecer, mas sim todos os agregados que circulam a família, em todas as épocas.

Sem deixar a ação cair, o livro consegue prender do início ao final, porém deixa um pouco a desejar em relação ao enorme problema de Briana e Roger. Poucos capítulos narram a aventura do casal para se reencontrar, resolvendo um pouco rápido essa questão que parece não explicar direito como tudo aconteceu, mas o desfecho desse volume deixa a entender que isso tudo será detalhadamente explorado nas futuras publicações.

Repleto de acontecimentos fortes e momentos triste, Escrito com o Sangue do Meu Próprio Coração faz justo ao título e deixa um enorme gancho para provocar a ansiedade dos fãs que já esperam os volumes finais da saga.

Veja as resenha dos outros volumes da saga Outlander clicando aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por Favor insira seu nome aqui

pt_BRPT_BR
Thunder Wave-Filmes, Séries, Quadrinhos, Livros e Games Thunder Wave